MELHORA OPINIÃO DE ESTRANGEIRO SOBRE INFRAESTRUTURA


 Avaliação dos estrangeiros sobre infraestrutura e serviços turísticos foi melhor na JMJ que na Rio+20. Na avaliação do presidente da Embratur, país caminha a passos largos para um bom resultado na Copa do Mundo e nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos  
A Jornada Mundial do Juventude, realizada em julho, ocorreu um ano e um mês após a realização da Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável), ambas, na cidade do Rio de Janeiro. Nesse intervalo de tempo, a infraestrutura e serviços turísticos melhoraram na cidade. É o que apontam pesquisas realizadas pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) durante os dois grandes eventos internacionais para medir a percepção dos turistas estrangeiros.

 A   Rio+20 com a da Jornada Mundial da Juventude, itens referentes à infraestrutura do país foram mais bem avaliados no último evento. A sinalização turística, que foi considerada como boa ou muito boa para 41% dos entrevistados na Rio +20, recebeu avaliação positiva de 79,4% dos visitantes da JMJ. O mesmo aconteceu com a infraestrutura aeroportuária considerada boa por 56% dos participantes do evento realizado no ano passado, enquanto 76,5% dos que estiveram aqui para o evento católico disseram estar satisfeitos com os serviços.  A segurança, que já tinha 72% de satisfação por parte dos estrangeiros, manteve a boa avaliação em 73,2%. A limpeza seguiu no posto de quarto item mais bem avaliado: variando de 62% para 62,3%.

“Neste momento, é importante ter instrumentos que avaliem o trabalho realizado até  agora e qual direção devemos tomar para atender cada vez melhor o turista. O Brasil está no meio de uma agenda positiva, que inclui a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, e a imagem do país que ficará após esses eventos será um de nossos principais legados para o mundo”, disse o presidente da Embratur, Flávio Dino.
Desafios para 2014 e 2016
Se em muitos pontos houve clara melhora,  há outros em que  a avaliação dos turistas  estrangeiros mostra que os desafios permanecem. A avaliação dos serviços de táxi estava em 63%  de ótimo ou bom na Rio+20 e teve pequena queda para 60%  na JMJ. Os serviços de telefonia e internet  tiveram queda de 46%  de aprovação no ano passado para 40,2%,  este ano.
Para o presidente da Embratur, Flávio Dino, a comparação das impressões dos visitantes estrangeiros que visitaram o Brasil mostra que o trabalho de preparação do país para os megaeventos está no caminho certo, mas ressalta a atenção para os itens que precisam de melhorias. “Nossos esforços devem estar focados em atender cada vez melhor o turista e fazer com que o segmento cresça de forma sustentável”, concluiu Dino.
Rolar para cima