Com 40% do mercado, LATAM encerra 2023 na liderança do setor aéreo brasileiro, aponta ANAC

Participação da companhia no mercado doméstico do Brasil
saltou de 35% em 2019 (pré-pandemia) para 40% em novembro de 2023

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) acaba de confirmar que a LATAM liderou novamente o setor aéreo brasileiro em novembro deste ano. A companhia conquistou no Brasil 40% de participação no mercado doméstico e 24%¹ na operação internacional, segundo os dados consolidados publicados hoje (22/12) pela agência reguladora.

Na prática, a LATAM viu saltar a sua participação doméstica no Brasil de 35% em 2019 (antes da pandemia de Covid-19) para 40% agora no último levantamento da ANAC.

Atualmente, a LATAM opera a maior malha aérea da sua história no Brasil, com voos para mais de 50 aeroportos do País. Em 2023, a companhia também ampliou o seu codeshare com a Voepass, oferecendo aos clientes acesso a outros 26 destinos brasileiros, principalmente em aeroportos regionais.

Já nos voos internacionais, a LATAM é a empresa aérea que mais transporta turistas ao Brasil, com voos próprios a partir de 90 aeroportos no exterior. Em novembro, a LATAM e a Embratur assinaram um acordo de cooperação técnica para promover o País internacionalmente.

AS PERSPECTIVAS DA LATAM NO BRASIL EM 2024

Em dezembro de 2023, a LATAM alcança a marca de 8 novas aeronaves recebidas no Brasil no espaço de um mês. O feito reforça o compromisso da companhia de ampliar o acesso dos brasileiros à aviação. Neste ano, 15 dos 17 novos aviões recebidos direto de fábrica pelo grupo LATAM foram direcionados para a sua operação brasileira, que em 2024 deve crescer de 7% a 9%.

No início desta semana, a LATAM anunciou 4 medidas para universalizar a aviação no Brasil, incluindo a adição de 10 mil assentos diários à sua operação no País em 2024. “Serão mais de 3 milhões de assentos adicionais no ano para fazer com que mais gente possa voar”, explicou Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

A LATAM é desde 2021 a companhia aérea líder do mercado doméstico e internacional do Brasil, segundo a ANAC. O índice medido em RPK² considera a quantidade de passageiros por quilômetro transportados pela empresa sobre o volume de passageiros por quilômetro transportados por todas as companhias aéreas que operam no Brasil.

¹ Considera todas as afiliadas do grupo LATAM que operam voos internacionais de/para o Brasil: LATAM, LATAM Chile, LATAM Peru e LATAM Paraguai.

² RPK: sigla em inglês para Passageiros-Quilômetros Transportados.

Sobre o Grupo LATAM

A LATAM Airlines S.A. e suas subsidiárias são o principal grupo aéreo da América Latina, com presença em cinco mercados domésticos da região: Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, além de operações internacionais dentro da América Latina e para Europa, Oceania, Estados Unidos e o Caribe.


O grupo LATAM possui uma frota de aeronaves Boeing 767, 777 e 787 e Airbus A321, A320, A320neo e A319.


LATAM Cargo Chile, LATAM Cargo Colômbia e LATAM Cargo Brasil são as subsidiárias de carga do grupo LATAM, possuindo uma frota combinada de 19 aeronaves de carga. Essas subsidiárias de carga contam com acesso as aeronaves de passageiros do grupo e operam na rede do grupo LATAM, bem como em rotas internacionais exclusivas para transporte de cargas. Além disso, oferecem uma infraestrutura moderna e uma ampla variedade de serviços e opções de atendimento para atender às necessidades de seus clientes.

Com 40% do mercado, LATAM encerra 2023 na liderança do setor aéreo brasileiro, aponta ANAC

Participação da companhia no mercado doméstico do Brasil
saltou de 35% em 2019 (pré-pandemia) para 40% em novembro de 2023

– A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) acaba de confirmar que a LATAM liderou novamente o setor aéreo brasileiro em novembro deste ano. A companhia conquistou no Brasil 40% de participação no mercado doméstico e 24%¹ na operação internacional, segundo os dados consolidados publicados hoje (22/12) pela agência reguladora.

Na prática, a LATAM viu saltar a sua participação doméstica no Brasil de 35% em 2019 (antes da pandemia de Covid-19) para 40% agora no último levantamento da ANAC.

Atualmente, a LATAM opera a maior malha aérea da sua história no Brasil, com voos para mais de 50 aeroportos do País. Em 2023, a companhia também ampliou o seu codeshare com a Voepass, oferecendo aos clientes acesso a outros 26 destinos brasileiros, principalmente em aeroportos regionais.

Já nos voos internacionais, a LATAM é a empresa aérea que mais transporta turistas ao Brasil, com voos próprios a partir de 90 aeroportos no exterior. Em novembro, a LATAM e a Embratur assinaram um acordo de cooperação técnica para promover o País internacionalmente.

AS PERSPECTIVAS DA LATAM NO BRASIL EM 2024

Em dezembro de 2023, a LATAM alcança a marca de 8 novas aeronaves recebidas no Brasil no espaço de um mês. O feito reforça o compromisso da companhia de ampliar o acesso dos brasileiros à aviação. Neste ano, 15 dos 17 novos aviões recebidos direto de fábrica pelo grupo LATAM foram direcionados para a sua operação brasileira, que em 2024 deve crescer de 7% a 9%.

No início desta semana, a LATAM anunciou 4 medidas para universalizar a aviação no Brasil, incluindo a adição de 10 mil assentos diários à sua operação no País em 2024. “Serão mais de 3 milhões de assentos adicionais no ano para fazer com que mais gente possa voar”, explicou Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

A LATAM é desde 2021 a companhia aérea líder do mercado doméstico e internacional do Brasil, segundo a ANAC. O índice medido em RPK² considera a quantidade de passageiros por quilômetro transportados pela empresa sobre o volume de passageiros por quilômetro transportados por todas as companhias aéreas que operam no Brasil.

¹ Considera todas as afiliadas do grupo LATAM que operam voos internacionais de/para o Brasil: LATAM, LATAM Chile, LATAM Peru e LATAM Paraguai.

² RPK: sigla em inglês para Passageiros-Quilômetros Transportados.

Sobre o Grupo LATAM

A LATAM Airlines S.A. e suas subsidiárias são o principal grupo aéreo da América Latina, com presença em cinco mercados domésticos da região: Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, além de operações internacionais dentro da América Latina e para Europa, Oceania, Estados Unidos e o Caribe.


O grupo LATAM possui uma frota de aeronaves Boeing 767, 777 e 787 e Airbus A321, A320, A320neo e A319.


LATAM Cargo Chile, LATAM Cargo Colômbia e LATAM Cargo Brasil são as subsidiárias de carga do grupo LATAM, possuindo uma frota combinada de 19 aeronaves de carga. Essas subsidiárias de carga contam com acesso as aeronaves de passageiros do grupo e operam na rede do grupo LATAM, bem como em rotas internacionais exclusivas para transporte de cargas. Além disso, oferecem uma infraestrutura moderna e uma ampla variedade de serviços e opções de atendimento para atender às necessidades de seus clientes.

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar varios serviços no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!