Chile anuncia estratégias para retomada do turismo internacional


Exigências para entrar no país, diferenciais do destino e estratégias para atrair brasileiros foram apresentados pela Diretora Nacional do Sernatur hoje, 01/02

Em um encontro exclusivo à imprensa brasileira, Andrea Wolleter, diretora Nacional do Serviço Nacional de Turismo do Chile (Sernatur), falou, na manhã desta terça-feira, 01/02, sobre os desafios enfrentados pelo destino e suas estratégias para recuperar os indicadores de 2019, quando o destino somou mais de 4,5 milhões de turistas internacionais, sendo de 550 mil brasileiros.

Com 17,5 milhões de habitantes e PIB per capita de US$ 15 mil, o maior da America do Sul, hoje o Chile tem mais de 92% de sua população vacinada e já inicia o processo de reforço com sua quarta dose. “É importante que nossa população esteja protegida e que possamos proteger todos que nos visitam”, diz a executiva, lembrando que “todo turista internacional precisa ficar atento aos requerimentos para entrar no país”. As exigências comentadas por Andrea incluem ter o esquema vacinal completo com, ao menos, as duas doses, realizar teste de PCR (com resultado negativo) 72 horas antes do embarque para o destino, assinar Declaração Juramentada do Viajante, ter seguro viagem com cobertura mínima de US$ 30 mil e incluindo cobertura para COVID-19, realizar teste PRC (gratuito) na chegada e cumprir quarentena de até 24 horas até que seja obtido o resultado negativo (prazo estimado) e cumprir monitoramento/acompanhamento obrigatório de viajante por sete dias.

“A pandemia representou uma baixa muito importante para vários países do mundo e não foi diferente no Chile. Nós vivemos, em 2021, o ano mais restritivo em termos de fronteiras e isso significou quase US$ 100 milhões de prejuízo em nossa economia. Uma de nossas principais preocupações foi o emprego, que caiu 50% em nosso setor”, informa a diretora Nacional do Sernatur, trazendo otimismo para o futuro: “estamos preparados para recuperar e voltar aos patamares prévios à crise”. O turismo é responsável por quase 7% do total de empregos no Chile, somando, em um ano normal, 650 mil postos de trabalho. Hoje, a indústria soma 538 mil empregos diretos e a recuperação se confirma, entre outros, pelo crescimento observado nos últimos meses.

Este mesmo crescimento já observado, ao lado das estratégias de futuro, confirmam os planos de expansão no setor, entre os quais estão a abertura de um novo terminal no aeroporto de Santiago. Previsto de ser inaugurado ainda em fevereiro, ele ampliará sua capacidade anual para 30 milhões de passageiros – em 2019, o aeroporto recebeu 24,6 milhões de pessoas, sendo 13,6 milhões em voos domésticos e 11 milhões em voos internacionais.

Iniciativas e roteiros para brasileiros

Com mais de 20% do território constituído por parques nacionais, o turismo do Chile está muito associado ao turismo de natureza.

Em 2021, foi reconhecido pela sexta vez em 2021 no World Travel Awards, considerado o “Oscar do Turismo”, na categoria Melhor Destino Mundial para Turismo de Aventura, o Chile é detentor do melhor ginásio natural do mundo para a realização de várias práticas esportivas como montanhismo, trekking, surf e rafting, entre outros.

Além disso, o destino está consolidado para brasileiros em roteiros consagrados como Deserto do Atacama, Parque Nacional Onguillio, roteiros de gastronomia, enoturismo e astroturismo, além das famosas Torres del Paine, paisagem consagrada como oitava maravilha do mundo.

Estes são alguns dos atrativos que, segundo Andrea Wolleter, serão trabalhados no Brasil este ano para garantir que o Chile volte a receber, nos próximos anos, o  número de brasileiros que recebeu em 2019. Para este ano, a expectativa é receber 300 mil viajantes do Brasil. “Sabemos que temos que flexibilizar a entrada em nosso país e que isso depende da situação sanitária do mundo. No entanto, complementarmente, temos um amplo plano de promoção. Estaremos muito ativos no Brasil em 2022”, finaliza.

Ao final de 2023, o Chile esperar atingir a marca de 3,7 milhões de turistas internacionais.

Sobre o Senatur

O Senatur – Serviço Nacional de Turismo é o órgão público encarregado de promover e divulgação do desenvolvimento turístico no Chile. Com Direção Nacional em Santiago e presença em todo o país por meio de Direções Regionais, sua missão é executar planos e/ou programas que promovam o desenvolvimento sustentável da atividade turística, incentivando a especialização, a qualidade e a competitividade do setor, promovendo destinos e atrativos turísticos nacionais de forma a contribuir para o crescimento econômico social e cultural do país.

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar serviços de assessoria de imprensa no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.