1º Fórum de Fomento ao Turismo Ferroviário inaugura novo marco férreo brasileiro

O evento, que reuniu autoridades e mais de 600 participantes no evento, está sendo considerado um divisor de águas para o setor

Durante três dias, Curitiba foi palco de um encontro histórico entre autoridades de autarquias públicas do setor ferroviário e um público de mais de 600 pessoas, entre presencial e online. O 1º Fórum de Fomento ao Turismo Ferroviário Brasileiro, que aconteceu entre os dias 21 e 23 de novembro, trouxe à tona o compromisso público e as reivindicações de gestores e empresários que lutam também pela revitalização dos mais de 15 mil km de ferrovias desativadas no Brasil. 

“Embora existam cerca de 25 trens turísticos em operação no Brasil, estes atraíram, apenas em 2023, um público de 4 milhões de passageiros aproximadamente”, declarou Adonai Aires de Arruda Filho, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC) – organizadora do evento, – em seu discurso de abertura. 

De acordo com o presidente da instituição, a última pesquisa realizada pelo Sebrae, há 15 anos, revelou que cada passageiro de trem turístico gastava, em média, R$600 na região. “Esse foi o último levantamento feito sobre o setor e podemos afirmar com dados atuais que os trens turísticos movimentam mais de R$2.5 bi nas economias locais”, completa. 

Durante o fórum, autoridades, gestores e representantes de autarquias públicas participaram de palestras e painéis, com debates sobre legislação, atualidades, dificuldades, possibilidades e impasses do setor. “Terminamos o evento com o compromisso de todo o setor público em trabalhar no fomento, com o lançamento de uma Câmara temática no Ministério do Turismo. Esta união entre o governo e a iniciativa privada é inédita e marca uma nova era no mercado turístico férreo brasileiro”, completa Arruda Filho. 


Compromisso público

“Estamos há menos de 30 dias de instalar o novo Conselho Nacional de Turismo, no qual haverá câmaras temáticas. Uma delas será a subcâmara de Trens Turísticos”, afirmou Milton Zuanazzi, secretário de Planejamento, Sustentabilidade e Competitividade do Ministério do Turismo. De acordo com o secretário, o órgão técnico dedicado ao setor vai reunir entidades como DNIT, ANTT, ABOTTC para uma grande discussão sobre o reaproveitamento da malha férrea ociosa.

Outra autoridade que se comprometeu a engajar o setor foi José Eduardo GuidiDiretor de Infraestrutura Ferroviária do DNIT. Em seu discurso, o diretor ressaltou o poder do turismo de influenciar vários setores da economia. “A cadeia turística é muito forte, é um dinheiro à vista, autossustentável. E o DNIT está de portas abertas para discutirmos as melhores políticas públicas e soluções urgentes para o setor”, afirmou. 


O marco do turismo férreo nacional

“Depois da Medida Provisória 1065 de 2021, que institui o marco legal do transporte ferroviário, nós da ABOTTC estamos considerando este evento como o marco do turismo ferroviário brasileiro”, afirmou Arruda Filho. “A partir do que foi discutido e das portas que foram abertas nestes três dias de fórum, podemos dizer que este evento é um divisor de águas”. 

O presidente da instituição refere-se à MP 1065/21, que simplificou o processo de  autorização para a exploração de trechos férreos sem operação, devolvidos, desativados ou ociosos. A partir dela, passou a ser possível a escolha dos operadores através de um chamamento público pelo Ministério da Infraestrutura, o que foi considerado um avanço histórico para o setor. 

Para o presidente da ABOTTC, a partir do que foi discutido no fórum e dos compromissos firmados por todas as instituições presentes, o setor ganha força para que mudanças e novos produtos sejam criados com mais velocidade. “O fórum abriu portas e mentes. Temos agora instituições importantes ao nosso lado e temos certeza de que o turismo férreo brasileiro inaugura uma nova fase”, completa Arruda Filho. 

Sobre o 1º Fórum de Fomento ao Turismo Ferroviário Brasileiro

O evento ocorreu entre os dias 21 e 23 de novembro, na sede do Sebrae-PR em Curitiba. Mais de 500 pessoas, entre público presencial e os que acompanharam pela internet, participaram dos painéis, palestras e atividades.

Voltado para gestores públicos, órgãos de turismo e empresários do setor, o fórum teve o objetivo de discutir, engajar e promover o desenvolvimento do turismo férreo no Brasil.  

O 1º Fórum de Fomento ao Turismo Ferroviário Brasileiro foi uma iniciativa da ABOTTC, com apoio do Sebrae – PR, Secretaria Municipal de Turismo, Governo do Estado do Paraná e patrocínio da Serra Verde Express, Marco Polo Rail e Soft Tour Gestão de Turismo. O evento foi gratuito e transmitido ao vivo para todo o Brasil. O conteúdo na íntegra está disponível nos  links:

Dia1-  https://youtube.com/live/EEXFdFiY8Ss?feature=share

Dia 2 – https://youtube.com/live/nFs-3xuCkvo?feature=share

Entre as autoridades presentes, destaque para Adonai Aires de Arruda Filho, presidente da Associação Brasileira de Operadoras de Trens Turísticos e Culturais – ABOTTC; Adonai Aires de Arruda, Presidente da Serra Verde Express; Matheus Linhares, Coordenador Geral de Mobilidade e Conectividades Turística do Ministério do Turismo; Alexandre Sampaio, Diretor e Coordenador da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC; Lorena Batista Duarte e Vladimir de Almeida Baleeiro, representantes da Agência Nacional dos Transportes – ANTT; José Eduardo Guidi, Diretor de Infraestrutura Ferroviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, Márcio Nunes, Secretário de Turismo do Paraná; Luiz Henrique Fagundes, Coordenador do Grupo de Trabalho do Plano Estadual Ferroviário do Paraná – Invest PR; Tatiana Turra, Presidente do Instituto de Turismo de Curitiba e Patrícia Assis, Secretária de Cultura e Turismo do Município de Morretes – PR.   

Sobre a ABOTTC

  A Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC) foi criada no ano 2000 com o objetivo de promover e fomentar operações e novos projetos de trens turísticos no Brasil.

Atualmente, são 19 empresas associadas em sete estados brasileiros: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco. Esses trens juntos somam mais de 3 milhões de turistas transportados por ano.

Com mais de duas décadas de atuação, a ABOTTC tem desempenhado um papel fundamental na expansão e incentivo do transporte turístico ferroviário, o que lhe permitiu conquistar uma cadeira de destaque no Conselho Nacional do Turismo e no Comtur de Curitiba.

1º Fórum de Fomento ao Turismo Ferroviário inaugura novo marco férreo brasileiroAdonai Aires de Arruda Filho, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC)

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar varios serviços no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!