Riachuelo segue ativa no enfrentamento da Covid-19 e é a varejista de moda que mais doou, somando R$35 milhões

A varejista foi pioneira na produção de EPI e lidera ranking entre concorrentes, distribuindo mais de 8 milhões de itens desde o início da pandemia

 – Com o país há mais de 100 dias em isolamento social e com medidas de relaxamento sendo adotadas em diversas cidades, a Riachuelo continua contribuindo com o enfrentamento do novo coronavírus no Brasil e é a varejista de moda que mais destinou recursos para o cenário. Desde o início da pandemia de Covid-19 no país, a empresa já doou mais de 8 milhões de itens entre produtos hospitalares, máscaras de proteção e peças de roupas, o equivalente a R﹩35 milhões em recursos próprios.

Além da liderança no ranking entre suas concorrentes, a Riachuelo está entre as 35 companhias que mais doaram no país, segundo pesquisa do Monitor de Doações. Os produtos estão sendo distribuídos para órgãos de saúde, prefeituras de cidades de diversos estados, instituições sociais e comunidades vulneráveis, como o projeto Free Free, a Liga Contra o Câncer, a Central Única das Favelas (CUFA), Cruz Vermelha, Exército da Salvação, entre outras organizações não governamentais.

A Riachuelo foi pioneira em iniciar a produção de equipamentos de segurança individuais no país, em suas fábricas e oficinas parceiras que pertencem ao programa Pró-Sertão, que fomenta a economia de comunidades do interior do Rio Grande do Norte que dependem de serviços como o feito para a varejista, principalmente no cenário atual. Toda a produção é supervisionada e segue as recomendações das autoridades da saúde, visando a segurança de todas as costureiras e funcionários.

As iniciativas solidárias da Riachuelo fazem parte do que a varejista vê como seu papel social. “Completamos mais de 70 anos ao lado dos brasileiros e entendemos que neste momento delicado que vivemos, é nosso papel pensar e agir em prol do bem estar coletivo. Ainda não temos previsão de quando a situação será normalizada completamente, mas seguiremos contribuindo e visando minimizar os impactos causados pela Covid-19”, declara Oswaldo Nunes, CEO da Riachuelo.

Entre os itens de saúde estão mais de um 4,6 milhões de máscaras de proteção, 50 mil jalecos hospitalares, mais de 46 mil aventais para pacientes, 10,8 mil propés, 21 mil toucas e 17.500 toalhas e mantas, além de 245 mil peças de roupas para presentear mulheres que estão na linha de frente de atendimento e de combate ao novo coronavírus. A empresa também doou 1 tonelada de tecidos para artesãs produzirem máscaras e obterem renda.

Além da doação de itens, a marca ainda está incentivando fortemente o uso de máscaras de proteção e disponibilizou os itens produzidos de sobras de tecido e com preços acessíveis em seu site e lojas físicas, a partir de R$5,90 o kit, com duas máscaras, sendo R$2,95 a unidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.