Número de turistas brasileiros cresce em Curaçao, entenda o motivo

Em 2023, a previsão é que a presença dos visitantes seja superior à de 2022

Quem gosta de viajar para regiões mais solares, mas abre mão de lugares que fazem parte da rota mais requisitada, agora pode contar com um novo destino repleto de praias e paisagens encantadoras. Trata-se de Curaçao, ilha ao sul do Caribe, que encarou concorrentes de peso como Cancun, Punta Cana e Aruba, mas conseguiu conquistar seu espaço no roteiro dos brasileiros.

Entretanto, há alguns anos isso era inviável ou, no mínimo, mais complicado, já que não existiam voos diretos do Brasil para Curaçao, o que fazia com que muitos turistas desistissem de conhecer o local. Tudo mudou após o empenho de uma empresária que enxergou o potencial do local e decidiu investir para que as relações Brasil x Curaçao fossem fortalecidas. E ela conseguiu. Não à toa, até a atriz Gabi Lopes escolheu a ilha para comemorar seu aniversário com o comentado “Gabi Weekend”.

Janaina de Araújo, presidente da Lékè Representações, revela que o começo foi desafiador, já que a intenção era mostrar para os turistas brasileiros que existia uma ilha tão maravilhosa quanto outras da mesma região, bem sofisticada e com ares europeus, com proposta de turismo mais cultural, variação gastronômica e, mesmo com mais de 36 praias de areias brancas e mar transparente, ainda não era um destino de massa.

“Não foi fácil pegar um país tão grande e começar um trabalho dessa magnitude com pouca verba. O crescimento veio pouco a pouco e, como não tínhamos financiamento para cobrir todo o Brasil, fizemos um trabalho de análise e chegamos à conclusão que deveríamos começar a disseminação da ideia pelo sul brasileiro que, na época, tinham mais ofertas de voos”, recorda.

Ao longo dos anos, a empresária manteve o foco em trabalhar a presença do país em terras brasileiras, fortalecendo seu nome e tornando constante sua presença. Mas, para isso, um empecilho precisaria ser resolvido: não existia um voo direto para o local, o que dificultava o acesso. Mesmo não sendo um trabalho fácil, os resultados começaram a aparecer.

“Senti que ia dar certo quando começamos a ganhar mercado através da dedicação, das estratégias e dos processos criativos. Depois de muitos anos buscando uma parceria efetiva com uma companhia aérea, finalmente conseguimos fazer com que a Azul se interessasse em explorar o local e iniciar uma rota para Curaçao, mas indo ao contrário do que imaginávamos, a proposta era de que o voo saísse de Minas Gerais direto para Curaçao”, conta.

Geograficamente falando, Minas Gerais é uma região localizada bem próxima ao centro do território brasileiro, o que faz com que também seja uma localização sem saída para o litoral e, consequentemente, sem acesso a praias naturais.

“Todos sabemos que o povo mineiro é apaixonado por praia. Vários deles exploram bastante o litoral brasileiro e até mesmo de outros países. Em função disso, nós decidimos que a melhor estratégia era o voo sair dali. Foi quando conseguimos um grande apoio e, finalmente, foi o primeiro sinal de consolidação do nosso trabalho”, lembra.

Demorou apenas seis meses para que o voo se tornasse realidade e foi um grande sucesso, fazendo-se necessário abrir mais rotas de voos diretos para a ilha. Isso já tem previsão para acontecer e irá começar em dezembro de 2023, já em parceria com a Secretaria de Estado de Minas Gerais, a Secretaria de Turismo e a Secretaria de Cultura e Turismo.

Leônidas Oliveira, Secretário de Estado da Cultura e Turismo de MG, chegou a visitar o local e identificou possibilidades como uma forte geração de empregos, renda e ampliação da relação entre Curaçao e Minas Gerais.  

“Encontros com afeto são sinais visíveis de transformação e potência de crescimento. Assim é a parceria de antônimos: uma ilha do Caribe, Curaçao, e um estado no interior do Brasil, Minas Gerais. Transformada pelo encontro de culturas, como uma oferenda de um ao outro pelo turismo. Essa grande força que gera emprego, renda e mistura gente. Tudo isso é sinal de um forte futuro sustentável e afetivo. Aliás, se o futuro é feminino, pois que seja, então, repleto de sensibilidade e amor gerando sempre uma cultura universal de paz”, disse Leônidas após a visita.

No início de 2023, a previsão era de que Curaçao receberia cerca de 13 mil turistas brasileiros, número maior do que os 10,2 mil que passaram por lá em 2022. Para Janaina, estender as relações entre seus dois países do coração é uma grande conquista.

“Assim como o Brasil, Curaçao é um lugar lindo e cheio de diferenciais: está fora da rota de furacão, a água do mar tem temperatura média de 27 graus, é um país de primeiro mundo com quatro línguas nativas, possui forte influência holandesa e isso faz com que o local tenha certa atmosfera de Amsterdã, sem contar no mar cristalino que só existe aqui. Fazer parte dessa conquista tem grande importância para mim não só como empresária mas também como pessoa. Agora, brinco dizendo que Minas Gerais tem praia, sim, e uma praia belíssima!”, finaliza.

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar serviços de assessoria de imprensa no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!