Natal Canta Natal comemora o aniversário da cidade

Neste domingo, 25 de dezembro, dia em que a capital potiguar estará comemorando os seus 412 anos de fundação, a Prefeitura do Natal presta uma homenagem a cidade, oferecendo à população o musical “Natal Canta Natal”. O espetáculo integra a programação do Natal em Natal estará aberto ao público a partir das 20 horas, na Área de Lazer do Conjunto Panatis, Bairro do Potengi, zona Norte.

O musical contará com a participação de dez artistas da terra entoando músicas que falam da cidade do Natal. A apresentação ocorrerá próximo da árvore de natal e da feirinha de artesanato onde estão expostos para venda artigos produzidos por 70 artesãos potiguares. O roteiro e a direção do espetáculo são sob o comando de Eugênio Bezerra e a direção musical, do maestro José Roberto Silva.

“Natal Canta Natal é uma mistura de música, dança e teatro, espetáculo montado a pedido pela prefeita Micarla de Sousa para que a população pudesse comemorar o aniversário da cidade que no dia em completa 412 anos”, revela o secretário adjunto da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, Eugênio Bezerra. Segundo ele, a condução desse espetáculo em forma de arte será feita pela atriz Nara Kelly e a expectativa é de que dez mil pessoas prestigiem o evento.

Farão parte do musical os cantores Pedrinho Mendes, Rodolfo Amaral, Galvão Filho, Babau, Priscila Freire, Dodora Cardoso, Camila Masiso, Ângela Castro, Sérgio Luís e Simone Talma. Na programação, a participação da Banda Sinfônica Municipal regida pelo maestro José Roberto Silva; de um coral composto por 21 vozes regido por Tércia Maria de Souza Silva; do Ballet Popular da Cidade do Natal dirigido por Dimas Carlos; e de bailarinos do Ballet Clássico Municipal, dirigido por Fátima Sena.

Eugênio Bezerra ressalta que o espetáculo conta a história da cidade desde a sua fundação com os índios que aqui estavam, passando pela cultura popular que ajudou para a formação do seu povo. “Terão destaque danças como a Araruna, que só existe em Natal; a questão da segunda guerra mundial, quando a cidade recebeu os americanos; e ainda as músicas Avenida 10, de Babau, Royal Cinema, de Tonheca Dantas, Zona Norte a Zona Sul, de Ricardo Baia, e Mares Potiguares, de Mirabeau”.

Fechando o espetáculo, que presta uma homenagem ao historiador, antropólogo, advogado e jornalista brasileiro, Câmara Cascudo, será formado um grande coral com a participação de todos para entoar a música de Pedrinho Mendes “Linda Baby”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.