E-Xport Meeting 2023 aposta na participação feminina e na diversificação de mercados para o comércio digital

4ª edição do E-Xport Meeting levou deleção de mais de 100 empresas brasileiras a participarem do Fórum E-commerce Brasil, maior evento de comércio digital da América Latina
 

O E-Xport Meeting 2023, tradicional evento realizado pela ApexBrasil sobre e-commerce internacional, teve início na quarta-feira (26/07), em São Paulo, com uma programação voltada para a internacionalização de empresas por meio dos negócios digitais. Durante o primeiro dia de conteúdos no auditório da ApexBrasil, temas como a presença feminina no comércio exterior via e-commerce e as oportunidades para produtos brasileiros no crescente mercado do Sudeste Asiático tiveram destaque.

O ponto alto do primeiro dia foi o painel “Mulheres no E-commerce Internacional”, com a participação da Diretora de Negócios da ApexBrasil, Ana Paula Repezza, da Gerente de Internacionalização da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Sarah Saldanha, além de duas empreendedoras convidadas pela Agência para integrar a discussão: Carol Moreno, fundadora do Movimento Mulheres no E-commerce, e Valéria Cristina Natal, diretora executiva da empresa Stock Distillery.

Ao longo da apresentação, o público teve a oportunidade de ouvir experiências enriquecedoras compartilhadas pelas participantes, ressaltando a importância da preparação, da gestão e, acima de tudo, do apoio e da mentoria de outras profissionais para encontrar as melhores soluções na jornada do e-commerce.

“Aqui testemunhamos a força e a capacidade das mulheres brasileiras empreendedoras, que são líderes de seus próprios negócios e que se empoderaram de suas histórias para buscar novos mercados, impulsionando suas vendas através das plataformas de e-commerce“, destacou a diretora Ana Paula Repezza. Segundo ela, as histórias contadas durante o painel refletem a determinação das mulheres que lideram empresas e encontraram no comércio digital uma ferramenta essencial para a expansão e sucesso no processo de exportação.


Repezza destacou também mais uma ação que será realizada no contexto do programa Mulheres e Negócios Internacionais (MNI), lançado pela ApexBrasil em junho deste ano, com o objetivo de impulsionar, em parceria com diversas instituições, a participação das mulheres nos processos de internacionalização, fortalecendo o empreendedorismo feminino no Brasil. “Vamos lançar em breve mais uma parceria, dessa vez entre ApexBrasil e CNI, focada em capacitar as empresas para se adaptarem ao universo digital e gerenciarem seus negócios de e-commerce de forma eficiente. Nessa iniciativa, vamos abordar tanto as ‘soft skills’, como as importantes competências socioemocionais que as mulheres empreendedoras precisam, quanto as ‘hard skills’, que envolvem a adaptação de produtos para o ambiente digital. Nossa expectativa é formar um grupo significativo de empresas lideradas por mulheres, impulsionando suas vendas por meio do e-commerce”, antecipou a diretora Ana Repezza.

O primeiro dia do E-xport Meeting contou também com outros painéis e palestras ministrados por especialistas do comércio internacional sobre vendas B2B e B2C e outros temas relevantes. O professor da FIA / Universidade de São Paulo (USP), Diego Bonaldo Coelho, por exemplo, discutiu estratégias para a internacionalização dos negócios, enquanto o professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Reynaldo Dannecker, abordou sobre planos de marketing internacional.

Sudeste Asiático

Na ocasião, o gerente de Inteligência de Mercado da ApexBrasil, Igor Celeste, protagonizou uma apresentação específica sobre os desafios e oportunidades do comércio eletrônico no mercado do Sudeste Asiático. A região é formada por pouco mais de uma dezena de países com economias emergentes e de crescente ascensão no cenário global, que compõem a Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

No auditório do E-xport Meeting, dezenas de espectadores acompanharam a apresentação dos principais insights destacados por Igor. Em 2022, o Brasil exportou mais para os países da ASEAN do que para o Mercosul. Segundo ele, se a ASEAN fosse um país, seria a quinta maior economia do mundo e o terceiro destino das exportações brasileiras. “China e Estados Unidos seguem muito relevantes, mas a crescente maturidade do e-commerce e o impacto das pressões econômicas movimenta a atenção do setor para mercados emergentes. Nesse cenário, a ASEAN ganha protagonismo”, afirmou Igor Celeste.

Ele disse ainda que a Indonésia tem um papel muito relevante na região em função do seu tamanho econômico e sua população, mas que Singapura merece destaque pela competitividade e ambiente de negócios.

Igor destacou também que o e-commerce naquela região vem crescendo mais que a média global e que o cross border e-commerce representa quase 1/5 das vendas do varejo digital, o que indica abertura aos produtos estrangeiros. “Alimentos, moda, saúde, higiene pessoal e cosméticos são setores com oportunidades para o Brasil no Sudeste Asiático”, concluiu.

Casos de sucesso

Já no segundo e último dia do evento, a agenda tratou de internacionalização de startups, mercado norte-americano e vendas digitais no setor de moda. Os presentes também conheceram mais sobre o Programa E-Xport da ApexBrasil, que atualmente conta com iniciativas em parcerias com os principais marketplaces e plataformas internacionais, e assistiram aos relatos de casos de sucesso de empresas que já estão vendendo para o mundo todo por meio do e-commerce.

A Mola Model, empresa que comercializa produtos educativos para ensino de engenharia e arquitetura, foi uma das participantes. Ao longo dos últimos anos, especialmente após sua participação nos projetos e serviços oferecidos pela ApexBrasil, a empresa vem alcançando grande sucesso nas vendas por meio do comércio digital. O fundador da empresa, Márcio Sequeira, participou do painel “Seja Internacional: Mercado Norte-Americano” do E-Xport Meeting, onde compartilhou com os visitantes sua experiência na jornada de internacionalização dos negócios.

Com apoio da ApexBrasil, a Mola Model estruturou-se para ingressar no mercado de e-commerce e expandir sua atuação para os Estados Unidos, por meio da plataforma da Amazon. “Estabelecer nossa loja na Amazon foi uma conquista fundamental, permitindo-nos atingir diretamente clientes americanos. No primeiro ano após essa expansão, experimentamos um impressionante aumento de 50% nas vendas dos nossos produtos”, destacou Márcio Sequeira. Hoje, a Mola Model vende para clientes em 98 países diferentes, com quase 100% das vendas realizadas através do e-commerce, tanto em suas lojas virtuais no Brasil como na plataforma da Amazon dos Estados Unidos.

Sobre o E-xport Meeting
O E-xport Meeting é o encontro anual sobre e-commerce internacional realizado pela ApexBrasil. O evento foi criado para conectar as empresas brasileiras aos maiores especialistas de e-commerce do mundo, trazendo tecnologias, tendências e melhores práticas para que empresários brasileiros possam conquistar novos mercados.

Em 2023, o evento foi realizado pela primeira vez durante o Fórum E-commerce Brasil. Para aqueles que não puderam participar presencialmente, nos dias 4 a 6 de setembro, os conteúdos do E-Xport Meeting serão transmitidos juntamente com novas palestras ao vivo sobre os principais mercados em um evento totalmente digital.

Sobre a ApexBrasil
A ApexBrasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência apoia atualmente cerca de 15 mil empresas em 80 setores da economia brasileira.

Rolar para cima