Temporada de cruzeiros vai estimular viagens pelo país

MSC Fantasia

Na próxima temporada, 668 mil passageiros devem navegar pela costa brasileira. Ministério do Turismo busca melhorias na infraestrutura náutica

O turismo náutico e de cruzeiros marítimos registrou um crescimento de cerca de 600% na última década, segundo a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar). A movimentação teve um impacto de R$ 1,4 bilhão na economia brasileira na melhor temporada (2010/2011), que teve um total de 20 cruzeiros navegando pela costa do país.
Segundo o secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, o Ministério do Turismo vem interagindo com diversos órgãos governamentais em busca de melhorias na infraestrutura desse segmento, com o objetivo de atrair mais turistas e embarcações navegando pela costa brasileira.
“Recebemos as reivindicações da Abremar e encaminhamos ofícios a diversos órgãos como a Marinha do Brasil, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários, o Ministério do Trabalho e o Ministério da Fazenda, que são os órgãos responsáveis pelos custos de taxas portuárias, impostos e relações de trabalho dos tripulantes das embarcações, para ver o que é possível ser feito”, explicou o secretário.
Para a próxima temporada 2013/2014, a Abremar espera que pelo menos 668 mil passageiros aproveitem as 242 opções de roteiros em 12 transatlânticos que estarão navegando pela costa brasileira. A temporada começa em novembro e vai até abril de 2014.
Apesar de haver queda em relação aos anos anteriores, o setor está otimista com mudanças sinalizadas pelo governo. O Brasil hoje ocupa a sétima colocação no ranking mundial de transporte de passageiros em cruzeiros, mas já esteve em quinto. “O Brasil ainda é um país fechado e sua estrutura legal não foi formulada para o setor. Ao final de todas estas discussões precisaremos provavelmente fazer uma legislação especifica”, concluiu Lummertz.
Para o secretário executivo do MTur, Sérgio Braune, é preciso “melhorar a nossa infraestrutura portuária adaptando-a aos cruzeiros marítimos, para que o turista tenha mais conforto e seja melhor recebido. É necessário também ouvir mais o setor face à sua grande importância para o turismo brasileiro”, explicou.
Entre os navios que devem ancorar nos portos brasileiros nos próximos meses estão o Costa Fascinosa; o Costa Favolosa; o MSC Preziosa; o MSC Poesia; o MSC Orchestra; o MSC Magnifica; o Grand Celebration; o Grand Mistral; o Splendour of the Seas; o Pullmantur Sovereign; o Pullmantur Zenith; o Pullmantur Empress; e o Louis Aura.
O arquipélago de Fernando de Noronha voltará a receber cruzeiros marítimos com o Louis Aura, que tem capacidade para 700 pessoas. Estão previstas 21 escalas na ilha, com cruzeiros partindo de Recife, Natal, Fortaleza e João Pessoa. Os roteiros terão duração de duas a sete noites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.