SETUR/MG e BELOTUR assinam hoje termo de cooperação para incrementar Turismo de Negócios em BH


O objetivo é garantir compartilhamento da gestão e suporte de informações às entidades e seus associados ligados em rede do Segmento de Turismo de Negócios e Eventos de Belo Horizonte
Será assinado hoje, na 19ª Reunião do Conselho Estadual de Turismo, termo de Cooperação entre a Secretaria de Estado de Turismo e a Belotur. Por meio deste termo, a SETUR transfere à BELOTUR, a partir de 2014, a gestão das atividades que competem ao fomento do segmento de Turismo de Negócios de Belo Horizonte.
O PROGRAMA
Para incrementar o turismo de negócios em Belo Horizonte, o Governo de Minas assinou, em 2008, um convênio com o BID para a aplicação de US$ 5,6 milhões até 2013.
O Principal objetivo do Programa foi implantar uma metodologia inovadora de trabalho em rede entre entidades públicas e privadas ligadas ao turismo da capital mineira para a captação, realização e promoção conjunta e articulada de eventos para Belo Horizonte.
Considerando que o Programa findou em 04 de novembro de 2013 e a partir do entendimento de que a metodologia implantada e de suas ferramentas operacionais, devem ser sistematizadas e operacionalizadas de modo a garantir a sustentabilidade de todo o trabalho desenvolvido, a SETUR por meio de um Termo de Cooperação Técnica transfere à BELOTUR a partir de 2014, a gestão das atividades que competem ao fomento do segmento de Turismo de Negócios de Belo Horizonte, fazendo ainda a transição também para a BELOTUR do Escritório de Processos, contratado pela SETUR e implantado para a então Execução do Programa BID no Instituto Euvaldo Lodi-IEL, vinculado à FIEMG.
TERMO DE COOPERAÇÃO
Constitui objeto do termo de cooperação a conjugação de esforços dos partícipes para continuidade e sustentabilidade do trabalho em rede da cadeia produtiva do turismo de negócios e eventos de BH e região, desenvolvido a partir do Programa de Aumento da Competitividade Territorial de Belo Horizonte a partir do Turismo de Negócios, (ATN/ME 11213-BR).
O objetivo da cooperação técnica entre os partícipes é garantir compartilhamento da gestão e suporte de informações às entidades e seus associados ligados em rede do Segmento de Turismo de Negócios e Eventos de Belo Horizonte, por meio do Escritório de Processos, contratado pela SETUR implantado no IEL e, a transferência da metodologia do trabalho em rede e expertise desenvolvidas, a partir do Programa de Aumento da Competitividade Territorial de Belo Horizonte a partir do Turismo de Negócios, (ATN/ME 11213-BR), que permitam a completa transição de suas atividades à Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte S/A – BELOTUR.
Por meio do Termo de Cooperação, a BELOTUR além de garantir o pleno funcionamento do trabalho em rede operacionalizando o Sistema Integrado do Turismo de Negócios e Eventos, dará continuidade as ações de apoio às entidades e empresas do setor, por meio de editais, para captação e promoção de eventos para Belo Horizonte.
BELO HORIZONTE E SUA VOCAÇÃO
Todos os cenários macroeconômicos de Belo Horizonte, bem como de sua Área Metropolitana, apontam para uma significativa expansão do Turismo de Eventos e Negócios, atividade inerente às cidades renovadas e às economias contemporâneas.
Vocação já demonstrada no PIB municipal que tem 84% no setor terciário, composto pelo comércio, educação, setor público, medicina, moda, software e prestação de serviços, grandes promotores/consumidores de eventos turísticos, nos seus diversos ramos. É pelo setor terciário, como moderno e competitivo centro de serviços, que Belo Horizonte consolida-se como terceira cidade brasileira e uma das maiores aglomerações metropolitanas mundiais.
Uma pesquisa realizada em Belo Horizonte, e divulgada em julho de 2013, mostra que o turismo de negócios e trabalho é o mais frequente na cidade. O levantamento foi feito pela Belotur em parceria com o Sistema Fecomércio de Minas Gerias. Dos 845 turistas entrevistados, 32,4% veio a Belo Horizonte a negócios e trabalho.
Outros 21,9%, estavam na cidade para visitar parentes e amigos e 20,3% para lazer ou descanso. Ainda durante a pesquisa, que foi feita entre os dias 15 e 19 de abril, dos 32,4% que vieram a trabalho, a gastronomia foi o setor mais procurado, com 83,2%.
No ano passado, o Brasil sediou 360 eventos, alta de 18,4% ante 2011, segundo dados da Embratur. O crescimento foi superior ao registrado na Italia, na França, na Alemanha e no Reino Unido (Dados da Folha de São Paulo). As cidades com mais expansão na procura foram Bento Gonçalves (150%), Belo Horizonte (117%) e Foz do Iguaçu (100%). Em São Paulo, a elevação foi de 29%. No Rio, de 20%.
Belo Horizonte é atualmente a 6ª cidade  no ranking brasileiro que mais recebe eventos, de acordo com o Statistics Reports 2013 da ICCA. Em 2012 foram realizados em BH 13 eventos cadastrados no banco da ICCA.  No ano anterior, a cidade ocupava a 13° colocação, com 6 eventos cadastrados. O Brasil permanece na 7° posição como em 2011, com 56 eventos a mais.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.