Selo Turismo+Protegido já promoveu capacitação de mais de mil profissionais


Número demonstra mais um saldo positivo do Plano de Retomada TurísticaO Plano de Retomada Turística do Rio Grande do Norte, lançado em junho, estabelece uma série de estratégias a serem conduzidas a curto, médio e longo prazo para enfrentar a pandemia. Uma das primeiras iniciativas anunciadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo (Setur), da Empresa de Promoção Turística Potiguar (Emprotur) e do Sistema Fecomércio, foi a concepção do selo Turismo+Protegido. Pioneiro por propor a capacitação dos profissionais do trade, o selo, em novas informações do Fecomércio RN, já qualificou 1.270 trabalhadores da atividade turística.Presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz reforça o saldo positivo com os números obtidos através da capacitações. “O trabalho que foi feito, a várias mãos, engloba a oferta total de aproximadamente oito mil vagas em cursos gratuitos de capacitação de colaboradores e empreendedores potiguares, sendo quase 1.300 apenas no setor turístico. Este universo de pessoas e estabelecimentos qualificados nos levou à conquista de selos que nos distinguem e se configuram como grandes e importantes diferenciais para o nosso estado enquanto destino turístico. Tenho certeza que isso surtirá efeitos bastante positivos para a nossa economia”.

As capacitações foram ofertadas gratuitamente pelo Senac/RN de junho a setembro. Considerado pré-requisito para emissão do selo Turismo+Protegido, o curso diferencia o Rio Grande do Norte no contexto nacional do combate à crise sanitária, ressaltando a capacidade do estado em proporcionar ao visitante uma mão de obra qualificada.

“O turismo é uma das principais atividades econômicas do Rio Grande do Norte que é conhecido por ter uma vocação natural para receber. Essa força tarefa do Governo do Estado, Fecomércio e as empresas do trade para promover a capacitação dos trabalhadores da cadeia do turismo, nesse período de pandemia, vem reforçar a importância do setor para nossa economia”, diz a Secretária de Turismo, Aninha Costa.

A Secretária reforça: “a pandemia não acabou e precisamos conviver com ela de forma responsável”. Para Costa, que destaca a expedição de mais de 200 selos do Turismo+Protegido, a adoção de protocolos de segurança sanitária é uma medida que tende a permanecer no dia a dia das empresas do turismo e das relações interpessoais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.