Ritmo de viagens aéreas aumenta com o relaxamento de restrições, mas o avanço deve ser mais célere

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) divulgou dados que mostram um ritmo crescente na recuperação das viagens aéreas com o relaxamento das restrições.
 

Aumento de vendas de passagens
 

A IATA relatou aumento significativo de 11 pontos percentuais no número de passagens internacionais vendidas nas últimas semanas (em relação às vendas de 2019).

  • No período próximo de 8 de fevereiro (média móvel de 7 dias), o número de passagens vendidas correspondia a 49% do mesmo período de 2019.
  • No período próximo de 25 de janeiro (média móvel de 7 dias), o número de passagens vendidas correspondia a 38% do mesmo período de 2019.
  • O aumento de 11 pontos percentuais entre os períodos de janeiro e fevereiro é o aumento mais rápido relatado em qualquer período de duas semanas desde o início da crise.


Relaxamento progressivo das medidas relacionadas à COVID-19
 

O salto nas vendas de passagens ocorre à medida que mais governos anunciam o relaxamento das restrições de fronteira relacionadas à COVID-19. Uma pesquisa da IATA sobre restrições de viagem nos 50 principais mercados de viagens aéreas do mundo (representando 92% da demanda global em 2019, medida em passageiro pagante-quilômetro), revelou o crescente acesso disponível para viajantes vacinados.

  • 18 mercados (representando cerca de 20% da demanda de 2019) estão abertos a viajantes vacinados sem exigir quarentena ou testes antes do embarque.
  • 28 mercados estão abertos a viajantes vacinados sem exigir quarentena (incluindo os 18 mercados acima), representando cerca de 50% da demanda de 2019.
  • 37 mercados (representando cerca de 60% da demanda de 2019) estão abertos a viajantes vacinados em condições variadas (18 sem restrições, outros exigindo testes ou quarentena ou ambos).

Esses números são resultado de uma série de relaxamentos anunciados em todo o mundo, incluindo países como Austrália, França, Filipinas, Reino Unido, Suíça e Suécia.

“O ritmo do setor está crescendo, rumo à normalização do tráfego aéreo. Os viajantes vacinados podem viajar mais e com menos aborrecimentos do que há algumas semanas. Com isso, aumenta o número de viajantes com a confiança necessária para comprar passagens. Esta é uma boa notícia! Agora precisamos acelerar ainda mais a eliminação das restrições de viagem. Mesmo com o progresso recente impressionante, o mundo continua longe dos níveis de conectividade de 2019. Treze dos 50 principais mercados de viagens ainda não oferecem acesso fácil a todos os viajantes vacinados, incluindo grandes economias como China, Japão, Rússia, Indonésia e Itália”, disse Willie Walsh, diretor geral da IATA.

A IATA continua pedindo que os governos:

  • Eliminem todas as barreiras às viagens (incluindo quarentena e testes) para os passageiros totalmente vacinados com vacinas aprovadas pela OMS,
  • Permitam viagens sem quarentena para viajantes não vacinados com resultado negativo no teste de antígeno antes do embarque,
  • Eliminem proibições a viajantes, e
  • Acelerem a flexibilização das restrições de viagens, reconhecendo que os viajantes não representam maior risco de disseminação da COVID-19 do que já existe na população em geral.

“As restrições de viagens causaram forte impacto nas pessoas e nas economias, mas não impediram a propagação do vírus. Agora é a hora de eliminar essas restrições, pois aprendemos a viver e viajar em um mundo com riscos de COVID-19 no futuro próximo. Isso significa acabar com a distinção de viajantes usando medidas especiais. Em quase todos os casos, os viajantes não trazem risco maior para um mercado além do que já existe na população. Muitos governos já reconheceram isso e eliminaram as restrições. Os outros governos devem seguir esse exemplo”, disse Walsh.

  • A fonte dos dados de vendas de passagens é o serviço de inteligência de negócios DDS da IATA.
  • A pesquisa da IATA sobre restrições de viagens é baseada em dados contidos no serviço TIMATIC da IATA, as informações mais confiáveis sobre requisitos de entrada para viagens internacionais.
  • Os 50 principais mercados de viagens aéreas são: Argentina, Austrália, Áustria, Bangladesh, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Taipé Chinês (Taiwan), Colômbia, República Tcheca, Dinamarca, República Dominicana, Egito, França, Alemanha, Grécia, Hong Kong, Índia, Indonésia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Malásia, México, Marrocos, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Paquistão, Peru, Filipinas, Polônia, Portugal, Federação Russa, Arábia Saudita, Cingapura, África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Tailândia, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Estados Unidos e Vietnã.
    A IATA (International Air Transport Association) representa cerca de 290 companhias aéreas, que compõem 83% do tráfego aéreo global.
  • Siga-nos no Twitter para verificar anúncios, posicionamentos e outras informações úteis sobre o setor.
  • Fly Net Zero (zero emissão até 2050).

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar serviços de assessoria de imprensa no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.