Primeiro voo do avião da euroAtlantic Boeing B767-300 transformado para receber Cargas COVID-19

Colômbia recebe material de combate à pandemia oriundo da China

A companhia portuguesa euroAtlantic airways (EAA10 Anos depois de ter adicionado à sua frota um avião B767-300BDSF CARGO, volta a operar voos de carga. Um dos B767-300ER dafrota nacional (CS-TST), sujeito a um programa de adaptação, cumprido pelos próprios serviços de Engenharia e Manutenção (E&M) da euroAtlantic, responde a uma oportunidade, que crise pandémica do novo Coronavirus lançou à indústria aeronáutica mundial. A EAA este fim-de-semana vai operar o primeiro voo de Cargas Especiais a partir da República Popular da China, destino final, Républica da Colômbia, Bogotá, capital do país. O avião português pode transportar na cabine 121m3, somadas aos 110m3 dos porões, perfazendo uma capacidade de 231m3, desempenho muito expressivo.

A operação da euroAtlantic Airways (voo MMZ-YU631) ao serviço de um fretados sediado no Reino Unido, é lançado a partir de Portugal, escala o Aeroporto Shota Rustaveli Tiblisi (TBS), capital da Geórgia, que a EAA está a utilizar na atual crise do COVID-19, como plataforma giratória dos seus voos para a área geográfica da Ásia, caso de Timor-Leste na operação do repatriamento a partir de Díli dos cooperantes portugueses. No Aeroporto de Guangzhou Baiyun (CAN) Cantão, onde chegou (1516) o primeiro português, Rafael Perestrello, viajando de Malaca num junco nativo. A EAA após receber a carga Médico Sanitária, regressa ao Aeroporto de Tiblisi (voo MMZ-YU642), prosseguindo para o Aeroporto Humberto Delgado (LIS) de Lisboa. Após rotação o CS-TLZ (MMZ-YU642) vorá direto da Europa para o Aeroporto El Dorado (BOG) de Bogotá, destino final da preciosa carga, prevendo estimar dia 09 (terça-feira), cerca das 07:10 (horas UTC), de acordo com o planeamento.

O avião da euroAtlantic airways revela 24 zonas de carregamento na cabine, acondicionam embalagens presas com redes e precintas certificadas. As operações de carga e descarga são geridas por responsáveis de carregamento (loadmaster) tripulantes da euroAtlantic, que garantem a segurança do voo e mercadorias transportadas. O Boeing B767-300ER CS-TST é um ativo para voar longas distâncias, pode atingir distâncias de 11.306 km, descola com capacidade máxima de 184.612 Kgs, opera com ETOPS de 180 minutos.

Sobre a euroAtlantic airways (1993),todos os seus equipamentos são de origem americana e estão registados na Autoridade Nacional de Avião Civil (ANAC), opera com Boeing B777-200ERBoeing B767-300ERBoeing B737-800NG em 84,5% dos países do Mundo. A marca euroAtlantic é especializada em transporte aéreo ACMICharter e regular, tem por missão, Anytime, Anywhere.

Mais informações em www.euroatlantic.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.