Boa Viagem

Informativo digital do mundo do turismo

Notícias

Praias brasileiras buscam certificação socioambiental

Bandeira Azul é um dos principais selos existentes no mundo

Três praias brasileiras vão entrar no páreo para receber a certificação Bandeira Azul, um dos mais importantes selos socioambientais do mundo. São localidades litorâneas do Rio de Janeiro e de São Paulo, que entram na fase piloto do programa em fevereiro próximo. O objetivo é tentar compor um seleto grupo de praias e marinas ambientalmente sustentáveis.
As candidatas à certificação são a praia do Félix (Ubatuba/ SP), a Prainha (Rio de Janeiro) e a praia de Itaúna (Saquarema/ RJ). Em fase de avaliação, encontram-se, no momento, as marinas Piratas e Verolme, ambas em Angra dos Reis (RJ).

Atualmente, a Bandeira Azul (existe uma bandeira física) tremula na Praia do Tombo (Guarujá/ SP) e na marina Costabella (Angra dos Reis/ RJ). As duas tiveram o certificado renovado em 2011 e são as únicas brasileiras na lista de centenas de locais e empreendimentos certificados pelo mundo.
O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental criado pela (Foundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional com sede em Copenhagen (Dinamarca). No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o Instituto Ambiental Ratones (IAR).

As praias e marinas inscritas no programa comprometem-se a cumprir os critérios distribuídos nas seguintes categorias: educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e gestão ambiental. As avaliações ocorrem em três instâncias: operador nacional do programa, júri nacional – do qual faz parte o Ministério do Turismo – e júri internaciona

Boa Viagem