Portuguesa euroAtlantic voa para o Estado Francês alerta COVID-19 na Guiana Francesa

A companhia portuguesa euroAtlantic airways (EAA) voltou a lançar uma operação para o Governo de França, após um alerta de avanço da pandemia do COVID-19, num dos territórios ultramarinos franceses. A EAA está a transportar trinta e três (33Médicos e bombeiros para o Aeroporto Félix-Éboué (CAY) localizado a 13 km de Caiena, capital da Guiana Francesa, uma importante infraestrutura aeroportuária, que também serve Kouru, o centro espacial francês. As infeções na região, segundo números das autoridades (sábado 20) tinham quadruplicado nas últimas duas semanas e duplicado na última (353 novos casos do novo-Coronavirus), tendo sido restabelecida ordem de recolher, após um alúvio (11 de maio) das medidas sanitárias.

Um avião Boeing B77-200ER (Triple Seven) da EAA com bandeira portuguesa, coordenado pela Flytrans International Forwarders, descolou ontem do Aeroporto de Faro (FAO) no sul de Portugal, para o Aeroporto de Marseille-Provence (MRS) na região de Marignane, 48 horas após o gabinete do primeiro-ministro Édourd Philippe, no último domingo (21) ter aventado, colocar de novo em confinamento toda a Guiana francesa, que faz fronteira com o Brasil (Estado de Amapá). Nesta quarta-feira (24) o Boeing da EAACS-TFM (voo MMZ-YU731), descolou de Marselha, pelas 06:00 (horas UTC), transportando além dos trinta e três passageiro (33)  passageiros, 25 Ton. de Carga, voando diretamente para Guiana francesa (autonomia do Triple Seven14.200 km, capacidade de Carga 294,835 kgETPOS 180min). Ainda recentemente (dezembro de 2019) a euroAtlantic colocado outro avião ao serviço da França, transportando de Paris para o Arquipélago das Comores, frente a Pemba (Moçambique), uma força da Proteção Civil e Polícia Nacional (Gendarmerie) e equipamentos que forma posicionados em Mayotte face a um “alerta laranja” da passagem do ciclone tropical Belna, que afetou toda aquela região do Índico.

euroAtlantic airways no ano de 2011 (março) obteve o reconhecimento da opinião pública francesa. O Japão sofrera um dos maiores terramotos (8.9 escala de Richter), tendo na altura a catástrofe provocado uma fuga na Central Nuclear de Daiichi em Fukushima. Os dois Boeing B767-300ER da EAA colocados ao serviço do Governo da França realizam voos intercontinental ponto a ponto, do Aeroporto Charles De Gaulle para um Aeroporto de Haneda na região de Tóquio, muito afetado e com condições mínimas de operacionalidade. Após ter desembarcado a Ajuda francesa e material de emergência, no regresso a Charles De Gaulle repatriaram trezentos (300) cidadãos franceses.

Sobre a euroAtlantic airways (1993),todos os seus equipamentos são de origem americana e estão registados na Autoridade Nacional de Avião Civil (ANAC), opera com Boeing B777-200ERBoeing B767-300ERBoeing B737-800NG em 84,5% dos países do Mundo. A marca euroAtlantic é especializada em transporte aéreo ACMICharter e regular, tem por missão, Anytime, Anywhere.

Mais informações em www.euroatlantic.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.