Piauí Sampa traz sustentabilidade e inovação

Mercado sustentável, pedras de Opala, artesanato de agaves, renda cerâmica, lançamento de um livro de receitas típicas do Piauí, moda. Estas são algumas das novidades da 7ª edição do Piauí Sampa, que acontecerá entre 8 e 14 de agosto no shopping Eldorado em São Paulo.

A abertura oficial será às 11h da segunda-feira (8) com a presença do governador do Estado do Piauí, Wilson Martins, do vice-governador Moraes Souza Filho, do prefeito de Teresina, Elmano Férrer, de secretários de Estado e do município.
Shows com as bandas Valor de PI e Roque Moreira, um desfile de jóias de Opala e a abertura em São Paulo do Casa Piauí Design feita pelo criativo Marcelo Rosembaum marcarão a abertura. O evento termina no Dia dos Pais e será mais uma vez uma oportunidade para que os paulistanos conheçam as riquezas da “Terra do Sol”.
Para o diretor-superintendente do Sebrae no Piauí, realizador da Mostra, Mário Lacerda, os resultados dos últimos sete anos consolidam uma trajetória de sucesso tanto para os pequenos negócios piauienses como para as empresas paulistas.
“Nosso objetivo é essa aproximação entre as empresas piauienses com o maior mercado da América Latina, que é São Paulo. A cada ano as pequenas empresas piauienses estão mais competitivas e comercialmente mais preparadas”, diz o diretor.
Este ano a mostra envolve: Artesanato, Opala, Agronegócio, Cultura, Turismo Moda e Gastronomia
Artesanato
O artesanato no Piauí movimenta por ano cerca de R$ 22 milhões. São centenas de artesãos com as mais diferentes técnicas e materiais. Decoradores de todo o país já descobriram a sofisticação das peças e cada vez mais o artesanato ganha espaço nos concorridos mercados do Sudeste do país.
Este ano a mostra Piauí Sampa 2011 trará uma série de novidades na área do artesanato. Os ceramistas do Pólo Cerâmico do Poti Velho apresentarão no evento produtos e técnicas diferenciadas, como a inserção da vitrificarão e renda cerâmica na peças utilitárias e decorativas.
Agronegócio
Mel, castanha de caju, soja, frutas tropicais, caprinocultura, destacam-se na economia piauiense. O Estado também vem se destacando pela produção de alimentos orgânicos.
Por isso, este ano, a Mostra Piauí Sampa, em sua sétima edição, trará para São Paulo, entre os dias 8 e 14 de agosto um “Mercado Sustentável”, onde serão expostos produtos orgânicos e naturais, como cajuína orgânica, castanha “sem óleo”, mel orgânico, frutas desidratadas, bolsas ecológicas, cajuína orgânica, entre outros produtos.
O agronegócio trará também o gergelim orgânico e o pólen a granel. Os pequenos produtores do Piauí terão encontros de negócios com grandes varejistas da região Sudeste, como a rede Pão de Açúcar e a norte-americana Wal Mart. Além disso, farão visitas ao mercado da Lapa e ao bairro do Brás.
Negócios
Se por um lado as pequenas empresas piauienses estão procurando negócios no Sudeste, tem muita gente interessada no bom desempenho da economia do Nordeste para se instalar, em especial no Piauí.
Pesquisei por todo o Brasil para encontrar solo adequado e começar a investir na produção de soja, milho, algodão e eucalipto. E foi no Piauí que encontrei condições favoráveis para a expansão do meu negócio. A declaração é de Sérgio Bertolozzo – que nasceu em Americana, município localizado a 126 quilômetros da capital de São Paulo -, e em 1988 migrou para o Piauí com o objetivo de investir em grande escala no setor de agronegócios. Segundo o empresário, o Estado tem melhor condições de solo e clima.
Fortalecer o desenvolvimento industrial no Piauí é meta do governador Wilson Martins (PSB) que elaborou projeto que visa estruturar a Zona de Processamento de Exportações (ZPE). Com a medida, empresários passam a contar com a isenção total de impostos. Além disso, o empresário que se instalar na ZPE, tem a segurança de não sofrer com eventuais mudanças na legislação tributária estadual ou federal no prazo de dez anos.

Turismo
As belezas naturais do Estado do Piauí, aliadas aos fortes investimentos em infraestrutura dos últimos anos, têm trazido à região turistas de toda a parte do mundo. Engana-se quem pensa que o Piauí oferece ao turismo apenas sol/mar e turismo de aventura. As pousadas de charme e hotéis quatro estrelas estão espalhados pelas rotas turísticas.
Vinhos, bangalôs e velas, tudo pode ser apreciado perto de um rio ou um braço de mar. Algumas instalações têm a sustentabilidade como foco principal e atraem principalmente os turistas europeus. Na pousada Ventos Nativos, por exemplo, a ocupação em alta temporada chega a 80%.
É lógico que o ponto forte do Estado está localizado em seus 66 quilômetros de extensão, o menor litoral do país, mas repleto de dunas de até 40 metros de altura e lagoas de água doce em tom azul-turquesa.
Opala
Assim como a Champanhe, da região francesa de Champagne, ou o queijo de Minas ou a cachaça de Paraty, a Opala de Pedro II, no Piauí, ainda no segundo semestre deste ano terá sua indicação geográfica reconhecida. O processo corre no Instituto Nacional de Pesquisa Industrial. Afinal, Pedro II é a capital brasileira das Opalas, que podem ser encontradas também na Austrália.
Atualmente as jóias de Opala caíram no gosto do mercado internacional. Países como Estados Unidos, Alemanha, França e Suíça. No Brasil, os joalheiros vendem para todos os Estados. O evento mais importante é o Piauí Sampa, que acontecerá no shopping Eldorado, em São Paulo, entre 8 e 14 de agosto. Joalheiros de Pedro II participam de rodadas de negócios e comercializam também durante o evento.
Moda
As bolsas da Janete Fortes Bolsas Ecológicas virão com forte presença da sustentabilidade. Grande parte da produção da empresa piauiense hoje é destinada às grandes empresas, entre elas, a Natura. “Produzimos com lona biodegradável, algodão e palha e o conceito é alinhado com que pensa a Natura sobre o meio ambiente”, diz a empresária Eliete Fortes.
Para o Piauí Sampa deste ano, a empresa trará sacolas de viagem em tecido, com detalhes em crochê e palha. Além disso, trará o convite de festa artesanal que se transforma em uma carteira sofisticada. “A idéia é que um convite para um evento possa ser usado no próprio evento. Como produzimos um a um, não haverá repetição”, diz Eliete.
Já a Trapos e Fiapos, que produz tapetes, passadeiras, almofadas, entre outros, inova nas cores e desenhos. “Estamos baseando toda a coleção nas flores do sertão como o mufunbo, alfavaca, grandebode, mamacachorro e muitacatiara”, diz a proprietária Tereza do Carmo Melo. As flores trazem cores como cinza azulado, verde, lilás, goiaba e o cru.
Música
O grupo Valor de PI será uma das atrações do Piauí Sampa 2011. No musical “O Piauí Contando História o Valor de PI, desenvolve ritmos e danças sobre as significativas manifestações folclóricas espalhadas pelo interior do Piauí.
Já o Roque Moreira, além de se apresentar no Piauí Sampa cumprirá agenda em São Paulo. O grupo deve se apresentar na Casa Fora do Eixo, um espaço que reúne bandas independentes de todo o Brasil. No Sarajevo Club, o Roque Moreira deverá estar na quinta-feira (11 de agosto). A boate, na Rua Augusta, oferece às quinta-feiras o evento o projeto Vinil é Arte Convida.

Na Casa de Culinária Escondidinho da Amada, o Roque Moreira deverá estar no sábado (10). O restaurante fica na Praça Benedito Calixto, onde todo o sábado acontece a tradicional feira de artesanato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.