O Rio Grande do Norte no caminho certo da recuperação das viagens

610x forkeys

Em sua última análise o ForwardKeys, especialista em insights sobre viagens aéreas, conjuntamente com o setor de Inteligência e Dados da Emprotur, a respeito das chegadas de viajantes no primeiro trimestre no Brasil, confirma a relevância de lançar uma ampla rede durante a pandemia – em termos de conectividade e promoções nos mercados de origem internacional. Enquanto isso, o mercado doméstico de viagens deve manter-se em alta à medida que o número de novos casos aumenta.

Mercados internacionais no Brasil
Segundo o especialista de insights, ao examinar os últimos dados de emissão de passagens para chegadas internacionais confirmadas no Brasil de janeiro a março de 2022, o total é 54% inferior em relação a 2019. Os três mercados mais resilientes são Portugal, Espanha e EUA. Portugal (+40%) e Espanha (+4%) com crescimento registado face ao período pré-pandemia.

O papel e a importância do mercado norte-americano para o setor de viagens e turismo no Brasil são ainda mais relevantes para o Rio Grande do Norte, onde as passagens confirmadas para chegadas no primeiro trimestre de 2022 estão 41% acima dos níveis pré-pandemia. Turismo Domestic, o salvador do Brasil durante a pandemia

Como testemunhado em outras partes do mundo, a demanda reprimida de viagens é real. Como tal, quando as pessoas não podem viajar para o exterior, elas procuram explorar seu próprio quintal. Este tem sido o caso de viajantes brasileiros dispostos a explorar o país. As passagens confirmadas para chegadas domésticas no Brasil caíram apenas 3%, enquanto as chegadas domésticas no Rio Grande do Norte aumentaram 41%.

Para Bruno Reis, diretor-presidente, da Emprotur atribui esses números as estratégias adotadas pelo órgão de promoção turística do destino Rio Grande do Norte. “Nosso trabalho é fundamentado na inteligência de dados com foco nos resultados, visando o aumento de turistas. Definimos estratégias diferentes com com operadores de turismo, agentes de viagem e companhias aéreas do mercado doméstico e também internacional, o que tornou-se fundamental para colaborar com a retomada de turistas para o RN. A exemplo disso, recentemente figuramos entre o único destino da América do Sul como mais amado pelos viajantes na premiação Travelers’ Choice do Trip Advisor. O que só corrobora com o reconhecimento do trabalho de promoção do destino que vem sendo feito”

De acordo com outro estudo recente da ForwardKeys para o primeiro trimestre de 2022, examinando os destinos mais resilientes da América Latina, o Brasil ocupa o quinto lugar, com queda de 54% em relação aos níveis de 2019. No entanto, os resultados de 2022 ainda mostram crescimento para o Brasil, uma vez que caiu 70% no primeiro trimestre de 2021. “O que tudo isso demonstra e destaca é que as pessoas querem viajar, apesar da pandemia. E que destinos como Equador e Colômbia só se saíram melhor devido às suas fronteiras abertas e políticas voltadas para o turista, ao contrário das restrições mais rígidas no resto da América do Sul, incluindo o Brasil ”, diz Juan Gomez, chefe de inteligência de mercado da ForwardKeys.

 

Rolar para cima