O Rio de Janeiro vai abraçar a campanha “Vote Cataratas”

O evento vai reunir jornalistas, artistas, intelectuais e outros formadores de opinião para multiplicar votos pelas Cataratas do Iguaçu
A campanha para eleger as Cataratas do Iguaçu a uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza vai buscar nesta reta final o apoio de um peso pesado quando o assunto é ganhar uma disputa: o da população do Rio de Janeiro, que elegeu o Cristo Redentor a uma das Sete Maravilhas do Mundo, em 2007.
Nesta quinta-feira, dia 20, será realizado no Instituto Cravo Albin (ICCA), Rua São Sebastião, número 2, na Urca, às 19h, na capital fluminense, um ato de mobilização com um grupo de 100 pessoas, entre jornalistas, artistas, intelectuais e outros formadores de opinião. A ideia é multiplicar os votos para a eleição das Cataratas em todo o território nacional. O concurso se encerra no próximo dia 11 de novembro e quanto mais engajamento, mais chances as Cataratas têm de ficar no topo.
A iniciativa é do Comitê Local de Apoio à Candidatura das Cataratas que vem reforçando as estratégias para colocar o atrativo entre as Sete Novas Maravilhas da Natureza.
Em 2007, o Rio de Janeiro mobilizou toda a população para eleger o Cristo Redentor a uma das Sete Maravilhas do Mundo. O concurso foi promovido pela New Seven Wonders, a mesma fundação promotora da campanha das Novas Sete Maravilhas da Natureza, na qual as Cataratas estão entre as 28 finalistas. Para chegar até aqui, venceu mais de 400 postulantes ao certificado.
Na época, a premiação do símbolo carioca foi transmitida para mais de 170 países, registrando audiência de 1,6 bilhão de espectadores ao redor do mundo, segundo os organizadores. As Cataratas querem repetir o mesmo sucesso. Com o abraço do Rio de Janeiro à campanha, a ideia é potencializar os votos entre os brasileiros e estrangeiros que visitam o País.
Chancela
As Cataratas do Iguaçu, um dos mais belos cartões-postais do mundo, estão localizadas no Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira do Brasil com a Argentina. O atrativo vem batendo sucessivos recordes de visitação. Para 2011, só o lado brasileiro espera fechar o ano com a marca histórica de 1 milhão e 400 mil visitantes.
“A eleição das Cataratas projeta uma imagem positiva de Foz do Iguaçu em todo mundo, aumenta a visibilidade dos nossos atrativos, atrai mais turistas estrangeiros e permite a captação de investimentos públicos e privados. Com isso, vamos dinamizar a economia local, gerando mais empregos e oportunidades de negócios”, avalia Gilmar Piolla, presidente do Fundo de Promoção do Destino Iguaçu [que contempla toda a região de Foz do Iguaçu], e um dos coordenadores do Comitê de Apoio à Candidatura das Cataratas.
De dirigível a Lula como garoto-propaganda
Na semana passada, Bernard Weber, presidente da New Seven Wonders, visitou o Parque Nacional do Iguaçu e declarou, abertamente, sua torcida pelo atrativo binacional. “Espero voltar no ano que vem para entregar pessoalmente o reconhecimento”. Diplomático, Weber ressaltou: “mas o que vai decidir é o voto da maioria. Não adianta só torcer. Tem de votar”.
A torcida foi declarada durante a passagem de um dirigível da fundação pelas Cataratas do Iguaçu. A aeronave de mais de 40 metros de cumprimento fez um sobrevoo de 40 minutos sobre as quedas e encantou turistas que estavam nas proximidades do Parque. Foi uma cena cinematográfica.
Outras ações
Nessa fase final, as ações de marketing para eleger as Cataratas a uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza vão incluir inserção de vídeos promocionais na TV Globo Internacional (universo estimado em 3 milhões de brasileiros que moram no exterior) e até um depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como garoto-propaganda. Tudo para incentivar mais e mais pessoas a votar nas Cataratas.
União

Quando o assunto é eleger as Cataratas, a rivalidade entre argentinos e brasileiros fica mesmo restrita ao futebol. Na Argentina, as peças publicitárias ganharam toda a mídia nacional. “Essa união pode fazer a diferença no resultado final da eleição”, reforçou Weber. No lado de lá, há intenção de convidar o jogador Messi, considerado o maior craque do futebol argentino na atualidade, como garoto-propaganda. Eleito por duas vezes (checar) melhor jogador do mundo pela Fifa, Messi atua no Barcelona.
Por celular
Existem duas formas de votar, por celular ou internet, mas daqui para frente a estratégia é mesmo concentrar os votos por telefone. O voto pela internet é obrigatório para sete candidaturas – dependendo da escolha o internauta corre o risco de fortalecer um corrente direto das Cataratas (a votação não tem parcial divulgada).
Já por celular é bem mais simples. Basta digitar a palavra Cataratas e enviar um SMS para o número 22046 (o custo é de R$ 0,31 mais impostos). Na internet, o endereço é www.votecataratas.
“Temos que concentrar os votos por celular. É o diferencial nesta reta de chegada. O Brasil tem 190 milhões de aparelhos, 140 milhões de usuários. Queremos atingir parte deles. O voto por SMS é simples e direto, pode ser feito mais de uma vez e apenas nas Cataratas”, contou Piolla.
União
O jornalista pede que todos abracem a campanha. É hora de cada internauta agir como um militante, um multiplicador de votos. Um dos caminhos para exercer o papel de cabo eleitoral é divulgar o site da campanha e os canais nas redes sociais, como Facebook e Twitter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.