Nordeste vislumbra cenário positivo para exportações com boom demográfico e expansão econômica da África

O Instituto Internacional Feafro e a Câmara do Comércio Brasil África – Ecowas realizaram no Recife o primeiro Seminário de Oportunidades de Negócios com África. Em dois dias de rodadas de negócios, foram 75 reuniões com a participação de empresários de Pernambuco, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Amazonas. Compradores de países africanos e fundos de financiamento da Europa e da Arábia também marcaram presença.

“As rodadas de negócios foram muito exitosas, com excelentes negociações sendo fechadas e iniciadas no nosso evento. Atingimos uma movimentação financeira estimada em US$ 3,4 bilhões, um resultado excelente. Ao mesmo tempo que celebramos este montante, saímos do evento com a certeza de que há ainda muito potencial a ser explorado neste cenário de relações econômicas entre o Nordeste brasileiro e o Continente Africano”, afirma a presidente da Feafro, Silvana Saraiva.

E de fato ainda há muito o que internacionalizar da vasta produção nordestina. Durante o evento, a Feafro e a Ecowas se colocaram como facilitadoras deste diálogo entre empresas e países africanos. “Escolhemos Pernambuco para o nosso primeiro evento fora de São Paulo por ter sido o primeiro porto de internacionalização de produtos brasileiros. Consideramos que a vocação do Estado para negócios com o Continente Africano é gigantesca”, completa Silvana.

A África importa 92% das necessidades de consumo da sua população, sendo um valioso mercado para o Brasil. “A África vive o florescimento da classe média e um boom demográfico que vai superar a Índia e a China. Uma população extremamente jovem com um consumo que cresce 3,5% ao ano, além de uma migração enorme das áreas rurais para urbana, estimada em um bilhão de pessoas na próxima década”, afirma a CEO do Standard Bank Brasil, Natália Dias, que palestrou no evento e também negociou com empresários locais.

Outros pontos positivos apontados por ela são o aumento da governança com alternância de poder em alguns países africanos, a identificação cultural e o uso crescente da tecnologia nos negócios. “A África está crescendo e se abrindo para o mundo, recebendo cada vez mais um fluxo ainda maior de investimentos. Precisamos desmistificar o continente, mapear o mercado e mostrar como os empresários podem fazer negócios de forma estruturada e planejada com estratégias por país ou cidade”, considera a executiva da instituição financeira.

Uma das formas de dinamizar a economia brasileira é expandir para novos mercados. A cônsul comercial da Embaixada da República Árabe Egito, Nashwa Bakr, apresentou o país como estratégico para investimentos por sua localização central, abundância em recursos naturais, incentivos fiscais, infraestrutura com 20 aeroportos e o crescimento da economia. Aliás, a Feafro está organizando missões empresariais para o Egito bem como para Nigéria e Costa do Marfim, além de um evento de agronegócios na África do Sul.

O diretor de Operações do Fundo de Investimento Índico, Enric Jurado (Espanha), ressalta os bons projetos que tomou conhecimento nas rodadas de negócios. “Muitos projetos diferentes nos foram apresentados durante o evento. Nossa expectativa é tentar viabilizar todos e gerar o melhor resultado possível”, comenta. A CEO da JC Capital, Jennifer Chen, também considerou proveitoso o momento e orientou os empresários. “É preciso um bom projeto, um business plan e oferecer garantias para os fundos de investimentos.”

A cônsul da Costa do Marfim, Giovanna Pessoa, elogiou a realização do evento e a qualidade da plateia. “É uma grande honra participar deste evento, uma iniciativa brilhante, que vai marcar nosso relacionamento e o renascimento dos negócios nesse pós-Covid-19.”

Já o cônsul de Cabo Verde, Ricardo Galdino, lembrou da criação do projeto de logística marítima, que vai ligar o Nordeste brasileiro ao Oeste Africano. “Estamos num processo já bastante avançado e com parceiros comerciais já prontos”, afirma.

O Seminário teve ainda a participação do superintendente do Banco do Nordeste, Pedro Ermírio, e da diretora executiva da PayTV, do Grupo Bandeirantes e vice-presidente da Confederação Empresarial das Comunidades dos Países de Língua Portuguesa, Mônica Monteiro.

A noite se encerrou com o coquetel de lançamento da Feafro 2023, a quinta edição do evento, que deverá ocorrer em setembro de 2023, em Fort Lauderdale, Flórida, EUA, com a participação de 32 países africanos. Outras informações serão disponibilizadas em breve no endereço www.feafro-usa.com.

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar serviços de assessoria de imprensa no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.