No Congresso da Abav a “Mortadela do Michelão” foi sucesso !

No estande da Azul linhas aéreas com o diretor Antonio Américo

 A já tradicional “Mortadela do Michelão” foi uma das atrações de sucesso do Congresso Nacional da Abav, que aconteceu nos dias 4 a 8 de Setembro, em São Paulo – Anhembi.
A “Mortadela do Michelão” esteve presente nos estandes da Secretaria de Turismo de São Paulo, Azul Linhas Aéreas, Viaja Brasil, Caribe (ST. Maarten-Anguilla-ST. Martin), Ancoradouro, Panrotas e Mercado & Eventos. Uma mortadela gigante (3 metros/200 kgs), também pode ser degustada nas magníficas instalações do Hotel Holiday Inn, o Hotel oficial do Congresso.
Foram consumidos pelos congressistas e visitantes, 15.000 pães e 1.050 kgs. da Mortadela Ceratti, a melhor Mortadela do Brasil.
A “Mortadela do Michelão”.
Tudo começou há mais ou menos 10 anos. Michel Tuma Ness, o “Michelão”, levava para os eventos do Clube do Feijão Amigo uma pequena mortadela para degustação dos participantes. Em pouco tempo, a iguaria era consumida.
O tamanho aumentou e o Michelão começou a levar a ainda tímida mortadela, para os mais importantes eventos do trade. Mais participantes, mais rápido ainda era “devorada”. Ela virou sensação. Passou a ser requisitada por todos. A “Mortadela do Michelão” como ficou conhecida, já é tradição. Assim, após 8 anos, ela hoje virou um grande produto comercial e um evento de sucesso que, sem dúvida, aumenta o sucesso dos eventos realizados pelas Secretarias de Turismo do Brasil, Entidades, Empresas, Feiras e Congressos.
Criado por Michel Tuma Ness, Presidente da Fenactur – Federação Nacional de Turismo e Presidente Mundial do Clube do Feijão Amigo, é hoje comandado por seu filho, o Chef Alexandre Tuma Ness, que nos últimos 16 meses, realizou 56 eventos, nos quais foram consumidos 4 toneladas da Mortadela Ceratti, 70.000 sanduíches e 80.000 aperitivos de mortadela. 

Para maiores informações visitem o site: www.mortadeladomichelao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.