NAVIOS DA MARINHA DO BRASIL, EM EXERCÍCIO DE GUERRA, ESTÃO EM NATAL

Três navios da Marinha do Brasil – a Fragata “Niterói” (F40), a Fragata “Greenhalgh” (F46) e a Corveta “Barroso” (V34), atracaram no Porto de Natal nesta quinta-feira (13). Eles compõem a Operação TROPICALEX – 2011, que conta com diversos navios, aeronaves e submarino. O Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), sediado em Natal-RN, participa do exercício por meio do Navio-Patrulha “Grajaú“, subordinado ao Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste (ComGptPatNavNE).
O Comando da Força-Tarefa da Operação TROPICALEX é exercido pelo Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Wilson Barbosa Guerra, tendo como Comandante do Grupo-Tarefa, o Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Carlos Augusto de Moura Resende.
Segundo o Vice-Almirante Guerra, a TROPICALEX trata-se de uma operação tradicional da Esquadra. “A Esquadra precisa ter a capacidade de operar em todas as regiões do país e o Rio Grande do Norte é um ponto estratégico. Como o porto de Natal está com melhor acesso, trouxemos mais navios.”
As embarcações estarão abertas à visitação pública de 14 a 16 de outubro, das 14 às 17h. “O que fazemos não é visto pela população, então a visitação é uma maneira muito prática de mostrarmos a Marinha”, complementa o Vice-Almirante Guerra. Para o Vice-Almirante Airton Teixeira Pinho Filho, Comandante do 3° Distrito Naval, “a presença dos navios tem um significado muito especial para a região, por isso estão todos envolvidos no apoio a esta operação”.
Os navios deixaram o Rio de Janeiro no dia 06 de outubro e permanecerão atracados no Porto de Natal até o dia 17 de outubro. Essa operação envolve cerca de 1600 militares, que estão executando exercícios no mar, de caráter estritamente militar, concernentes às tarefas básicas do Poder Naval, contemplando operações de ataque, antisubmarino, de esclarecimento, de apoio logístico móvel e especiais, incluindo ações de superfície, aérea, de submarinos e de guerra eletrônica. Tais exercícios visam incrementar o grau de aprestamento dos navios da Esquadra Brasileira e Distritos Navais, com o propósito de contribuir para o aperfeiçoamento do emprego do Poder Naval. Para o Vice-Almirante Guerra, “o exercício está sendo um sucesso, pois sentimos um aumento na eficiência dos navios”.
A outra vertente da Operação é a realização de ação de presença em nossa última fronteira – o mar, denominada como “Amazônia Azul”, pelos seus incomensuráveis recursos naturais e grandes dimensões.
Além dos navios que atracarão em Natal, haverá a visita a Recife – PE, pela Fragata “União” (F45) e o Navio Tanque “Almirante Gastão Motta” (G23); e a Cabedelo – PB, com a Fragata “Bosísio” (F48).
O Grupo-Tarefa, após suspender dos portos de Natal, Recife e Cabedelo, visita Vitória-ES e prossegue com destino ao Rio de Janeiro, onde deverá atracar no dia 26 de outubro, encerrando a operação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.