Hotel Porto Pacuíba em Ilhabela recebe aproximadamente R$ 10 milhões em investimentos

Cinco novos investidores (quatro estrangeiros e um brasileiro) decidiram investir pesado na infraestrutura hoteleira de Ilhabela. Para isso escolheram o Hotel Porto Pacuíba, uma das referências em hospedagem na Ilha que figura como um empreendimento sólido há 15 anos.

Em busca de uma oportunidade de investimento em um negócio sério e bem encaminhado, em que eles pudessem ajudar a evoluir com a injeção de novo capital, os investidores, eternos apaixonados pela ilha, viram no Hotel um potencial de crescimento e de valorização. Ao adquirir um terreno adjacente, foi iniciada sua expansão imediata. “Queremos dar nossa pequena contribuição para que Ilhabela se torne um destino turístico mais valorizado e diferenciado, como já aconteceu com muitas ilhas europeias – às quais a Ilhabela nada deve. Para isso, nosso investimento está sendo muito bem aplicado”, comenta Giovanni Fiorentino, administrador e um dos acionistas italianos.

Com um investimento inicial superior a R$ 6 milhões, feito com recursos dos sócios, sem dívidas ou financiamentos, a aplicação na infraestrutura chega a quase R$ 10 milhões. A inauguração do novo Porto Pacuíba está prevista para 1º de setembro de 2011.

A expansão do Hotel abrange a ampliação do número de leitos em mais de 50%. “Estamos agregando valor aos nossos quartos e aos nossos serviços. Como exemplo, temos a piscina aquecida de quase 200 m², o estacionamento fechado e coberto, o novo SPA, a nova recepção e acesso ao hotel, que terá ainda mais conforto do que antes”, comenta Fiorentino.

O projeto abrange, também, um restaurante totalmente novo, uma construção separada com varanda e vista para o mar. “A expectativa é que a receita de retorno acompanhe estas ampliações”, completa.

Segundo o acionista, uma das grandes dificuldades que estão sendo encontradas durante os seis meses de projeto refere-se à escassez de mão-de-obra e de insumos para a Construção Civil. “Não esperamos obter altos retornos financeiros em curto prazo, mas se estivéssemos apenas preocupados com o curto prazo, teríamos aplicado em renda fixa”, afirma o sócio. “Nós acreditamos no Brasil como lugar apostar alto com perspectivas a longo prazo, por isso resolvemos assinar em baixo com nosso próprio dinheiro”.

O projeto gerou 50 empregos locais e contratou empresas de construção civil, telecomunicações, marcenaria, sistemas auxiliários, paisagismo, arquitetura, entre outros. A transformação contemplada foi em todas suas áreas sociais e em boa parte do seu espaço interno, mas a construção principal e seu visual original foram integralmente preservados. Além dos pontos reformulados, foram implantados os sistemas de tratamento independente de 100% das águas de despejo do hotel, de aquecimento solar e de proteção, segurança e conforto para os hóspedes (sistema contra incêndio, monitoramento integral do hotel por câmeras, armazenagem de água, transformador elétrico próprio e outros).

“Fazer parte desse projeto traz um sentimento de renovação, oferecendo o que já era bom com inúmeras novidades, mantendo a qualidade dos serviços e tradição destes 15 anos do Porto Pacuíba. É a satisfação em saber que poderemos exceder as expectativas de nossos hóspedes. Com certeza, a experiência dos antigos proprietários na área hoteleira associada ao conhecimento técnico e prático na gestão de empresas dos novos sócios está resultando em benefícios para todos”, finaliza Fiorentino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.