Governo do Estado determina que disciplinamento de acesso a praias, calçadões e parques fique a cargo dos municípios

Governo do Estado determina que disciplinamento de acesso a praias, calçadões e parques fique a cargo dos municípiosPaulo Câmara assina decreto, nesta sexta-feira, delegando às autoridades sanitárias municipais a implementação de novos protocolos para a reabertura das áreas públicas

O governador Paulo Câmara assina decreto nesta sexta-feira (19 de junho) que coloca a regulamentação do acesso a praias, parques e calçadões a cargo dos municípios. No que se refere às praias, o decreto é válido apenas para as cidades da Região Metropolitana do Recife(RMR). Faixas litorâneas das cidades das Matas Sul e Norte permanecem fechadas porque ainda não estabilizaram os números da contaminação da Covid-19. A determinação passa a valer já no sábado, 20 de junho.

Dando continuidade ao Plano de Convivência com a Covid-19, o Governo do Estado estabeleceu uma série de discussões com os municípios sobre as atividades sociais. A Secretaria de Turismo e Lazer definiu junto com as prefeituras da Região Metropolitana protocolos para o restabelecimento das atividades nas praias de maneira gradual.

“Essa decisão leva em consideração as peculiaridades apresentadas por esses equipamentos públicos, que são tão importantes para a população, para a cadeia do Turismo e para diversas atividades das economias locais”, destacou o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

O Plano de Convivência com a Covid-19 do Governo do Estado prevê a retomada das atividades paralisadas pela pandemia de maneira gradual, de acordo com a estabilização dos dados da saúde. Oitenta e cinco municípios do Agreste e Zona da Mata não tiveram a abertura do comércio permitida por apresentarem demanda crescente por leitos de UTI e instabilidade na curva de casos e óbitos provocados pelo novo Coronavírus.
Link para o pronunciamento do secretário Rodrigo Novaes: https://we.tl/t-qe5cMB9IXR  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.