Governadora do RN e equipe apresentam relatório ao Banco Mundial


Gestão garantiu a retomada de diversas obras no RN, totalizando 75% de execução do projeto
Em reunião por videoconferência realizada na tarde desta terça-feira (10), a governadora Fátima Bezerra apresentou à diretora do Banco Mundial para o Brasil, Paloma Anos Casero, o panorama das ações realizadas por meio do Governo Cidadão desde o início da gestão, em janeiro de 2019. O encontro dá continuidade às tratativas com o Banco Mundial, que recentemente concluiu sua missão de avaliação do projeto no Rio Grande do Norte. “O que nos une e o que nos move aqui é deixar um legado de obras de caráter humanitário, de caráter social e de caráter econômico, que realmente promovam inclusão social”, destacou a chefe do Executivo.

O empréstimo do Governo junto ao Banco Mundial é responsável por garantir obras nas áreas de saúde, educação e infraestrutura, de suma importância para o desenvolvimento do RN. “Quero compartilhar que cumprimos o desafio de estarmos alinhados 100% com meio ambiente e com o aspecto social. Desde que assumimos, temos o compromisso em tratar com seriedade o projeto, a aplicação de recursos do empréstimo e mantivemos a mesma equipe, para garantir o fluxo e o ritmo das atividades”, disse Fátima.

A gestora falou sobre a pandemia, que dificultou o andamento das obras, mas por sua vez abriu portas para que a instituição financiasse ações voltadas ao combate à Covid-19. “Passado esse período, teremos o reconhecimento de que o Governo está equipado para qualificar a assistência à saúde. Asseguramos as medidas sanitárias adotadas, que resultou no fato de termos alcançado no Rio Grande do Norte os melhores indicadores do ponto de vista de estabilidade e controle”, pontuou.

O secretário de Estado da Gestão de Metas e Projetos e coordenador do projeto Governo Cidadão, Fernando Mineiro, discorreu acerca das dificuldades encontradas quanto ao andamento das obras e projetos, que estão atualmente com 75% de execução. Ele elencou os entraves que foram solucionados ao longo desses quase dois anos de gestão, como autorização para aditivos e adequações para reformas e construções de equipamentos culturais, escolas, obras hídricas e sociais e, principalmente, o Hospital da Mulher, em Mossoró, que recentemente foi autorizada pelo banco a ser retomada.  “Conseguimos identificar os problemas e avançamos muitos. Mas não conseguimos concluir todas as obras por conta da dimensão dos entraves e por conta da pandemia. Quero ressaltar que nenhuma decisão, desde que assumimos, teve conflito ou foi à revelia do banco. Sempre foi em parceria”, afirmou Mineiro.

O secretário de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, também citou a grave situação financeira em que se encontrava o estado em janeiro de 2019, e a importância do financiamento do Banco Mundial para o desenvolvimento social do Rio Grande do Norte. “Quando assumimos, tínhamos os piores índices contábeis, subimos nove pontos. Estamos melhorando na gestão dos recursos com ajuda do banco”, expôs Freire.

A gestora do Banco Mundial para o Brasil, Paloma Casero, agradeceu a oportunidade de conhecer e falar com a governadora e reconheceu que a parceria é muito boa. “Fico feliz com esse acordo e quero parabenizá-la pela liderança. Como mulher e como liderança política, a senhora tem conduzido muito bem esse estado. Sabemos que a situação do Rio Grande do Norte estava difícil mesmo antes da pandemia. Parabenizo a todos os avanços, apesar de todos os entraves encontrados. São mais de 500 atividades, com oito agentes executores. São todas necessárias, mas requerem capacidade de gestão”, disse Casero.

Sobre o Hospital da Mulher, a gestora do banco a classificou como uma obra muito simbólica e importante para a região. “Devemos apoiar e ajudar a acelerar esse projeto nesse contexto, que vai melhorar o atendimento para a saúde da mulher e da família da mulher. Compartilho com vocês a minha opinião sobre a importância dessa obra”, enfatizou. Por fim, ela orientou a equipe do Governo a concluir o planejamento dos ajustes que serão considerados necessários à execução plena do projeto Governo Cidadão.

Da parte do banco, participaram da reunião virtual o coordenador do Programa de Desenvolvimento Sustentável e Infraestrutura, Renato Nardelo, a gerente de operações Sophie Naudeau, a analista de operações Tânia Lettieri e a gerente de projeto e especialista sênior, Fátima Amazonas. Acompanhando a governadora, estavam presentes o vice-governador Antenor Roberto a secretária-adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista, e as gestoras do projeto Ana Guedes e Daniela Cavalcanti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.