FRT Operadora promove encontros online sobre o setor do Turismo

Com a pausa nos roteiros de viagens, lives buscam diversidade na reinvenção do mercado

Aproveitar o tempo para pensar nos próximos destinos, criar estratégias e trocar ideias com o setor de Viagens e Turismo é o foco da FRT Operadora neste momento. Por isso, a empresa realiza a promoção de lives desde do início do isolamento social como forma de continuar conectada, tanto com o mercado quanto com os clientes.

Em parceria com a Brocker Turismo, a primeira transmissão ao vivo destacou a região da Serra Gaúcha (RS) em conjunto com as medidas tomadas diante do novo coronavírus. Adotando o isolamento horizontal como forma de contenção, as políticas públicas de Gramado e Canela tiveram a perspectiva de tomar as medidas preventivas o quanto antes para evitar o risco de um contágio mais acelerado.

Dentro da própria reinvenção, é essencial olhar com muito mais cuidado aos produtos e serviços oferecidos ao público. E pensando nisso, a FRT Operadora e a Brocker Turismo buscam cada vez mais flexibilizar as oportunidades de viagem até o destino da Serra Gaúcha para o segundo semestre.

Já o segundo dia de live ficou por conta das experiências e curiosidades que a pequena ilha de Aruba promove. Começando pelo aspecto principal de que o destino, ao longo dos anos, foi se consolidando para um Turismo onde é possível encontrar todos os perfis de público, ou seja, um destino que oferece desde atividades de praia e mar até momentos de lazer e tranquilidade em meio às paisagens exuberantes.

E como o momento pede que o agente de viagem se reposicione no mercado, e assuma o protagonismo que ele tem na indústria do Turismo, a FRT Operadora busca neste momento agregar maior valor ao destino e potencializar o melhor da experiência de Aruba.

Outra pauta tomada em destaque no terceiro dia de live, em colaboração com a De Paula Contadores, trouxe os principais detalhes sobre as Medidas Trabalhistas e Tributárias no combate ao novo coronavírus. Em conversa com Elizangela De Paula Kuhn, sócia-proprietária da empresa, a questão de analisar o caso de cada colaborador, é o diferencial sobre como agir no destino de cada empreendimento.

Equilibrar as vantagens entre o trabalhador e a empresa deve ser preconizado como forma de humanizar as relações e flexibilizar determinadas situações neste momento de crise. Segundo Elizangela, “agora é a hora de trocarmos experiências e entender que o cenário exige precaução, mas também muita calma por parte das empresas atingidas diretamente pela pandemia”.

E como não poderia faltar, a Cidade Maravilhosa também foi tema de mais uma live promovida para o setor do Turismo e o público em geral. E em conjunto com a Intertouring Receptivo (RJ), que há 23 anos trabalha no mercado do Turismo, as novidades traçaram os principais aspectos de como a categoria e as operadoras estão responsáveis pela entrega dos destinos como sonhos a serem realizados.

Mesmo com os atrativos turísticos fechados até o dia 30 de abril, a Intertouring explica que a ocasião de retirada e pausa nas atividades é o momento de pensar com responsabilidade. Além disso, o destino entra em contraste com a mobilização que ocorre por parte de entidades e ONGs, mostrando um Rio mais colaborativo a todos aqueles atingidos de maneira mais severa pela pandemia do novo vírus.

E com isso, a FRT Operado agradece aos parceiros que estiveram presentes nas conversas e bate-papos desta última semana e anuncia também, nos próximos dias, a continuidade deste trabalho que tem como principal objetivo você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.