EuroAtlantic com a Guiné Tours volta a ligar Lisboa a Bissau em voo humanitário

 

avião português transporta a comitiva do Primeiro Ministro da Guiné-Bissau Nuno Nabiam

 

Ligações aéreas de Portugal aos Países Africanos de Língua Portuguesa continuam asseguradas

euroAtlantic airways (EAA), uma marca histórica no coração do consumidor guineense desde 2000 e 2001, altura em que a companhia portuguesa iniciou operações na Guiné-Bissau, posteriormente interrompidas, até 2014 ocasião em que a TAP Air Portugal, suspendeu as ligações entre os dois países, privando a Guiné-Bissau de voos diretos para a Europa, com o apoio do Governo da República da Guiné-Bissau, numa iniciativa da agência GUINÉ TOURS propriedade do empresário guineense Francisco Conduto Pina, volta a realizar dia 12 de Julho (domingo), nova ligação charter especial entre os dois Estados da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). A operação na atual situação de crise, com as fronteiras aéreas fechadas, igualmente tem o apoio da Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal e da diplomacia bilateral portuguesa em Bissau. O trecho Lisboa – Bissau está a ser promovido pelo Operador Turístico SONHANDO, mais informações em www.sonhando.pt

«teste negativo COVID-19 realizado nas últimas 72h antes da viagem obrigatório aos passageiros»

O voo da euroAtlantic airways (MMZ-YU671) efetuado pelo Boeing B767-300ER CS-TKR com bandeira portuguesa, tem saída anunciada do Aeroporto Humberto Delgado (LIS) de Lisboa, pelas 08:00 (horas UTC) 09:00 locais, leva a bordo a comitiva do Primeiro-Ministro da Guiné-BissauEngenheiro (com formação Aeronáutica), Nuno Gomes Nabiam (53) no cargo desde 28 de fevereiro de 2020, prevê estimar o Aeroporto Osvaldo Vieira (OXB) na capital Bissau, pelas 12:15 (horas UTC), transporta também, toneladas de Carga Sanitária, utilizadas no combate ao COVID-19 e outros bens de primeira necessidade. O regresso a Lisboa (Voo MMZ-YU672) tem saída previsto para as 14:00 (horas UTC) prevendo estimar a capital portuguesa pelas 18:20 (UTC19:20 locais.

Guiné Tours, referiu o empresário Conduto Pina, está empenhada em apoiar a recuperação do Turismo na Guiné-Bissau, pós-pandemia do novo Coronavirus, apostando na riqueza do eixo turístico Bissau, Bijagós. Ao largo do continente no arquipélago dos Bijagós, um paraíso natural em pleno Atlântico a quatro (4) horas de voo da Europa , vivem hipopótamos de água salgada, golfinhos e tartarugas gigantes. A época alta nos resorts das ilhas abre em Outubro | Novembro, pretendendo a Guiné Tours, caso reunidas condições, lançar com a euroAtlantic e apoio dos Operadores Turísticos e Agentes de Viagens portugueses, caso reunidas as condições, um programa especial de “réveillon” ainda este ano, que anexe revelar os segredos da degustação do melhor dos cajus, saborear as melhores ostras e camarões do mundo ou  deliciosas mangas tropicais.

Sobre a euroAtlantic airways e a Guiné-Bissau; a companhia portuguesa oferece neste voo extraordinário à partida da Europa, um benefício que reflete uma poupança extraordinária nas carteira dos passageiros, podendo transportar duas malas de porão com 23 Kgs de bagagem cada, além de uma peça com 05Kgs na cabine (total 61 Kgs). A EAA espera em breve poder retomar as ligações regulares entre Lisboa e Bissau. A EAA continua a apostar nas potencialidades do país no segmento do Turismo e produtos subjacentes, saudade, safaris, caça e pesca desportiva. O eixo Bissau, Bijagós, apresenta um excelente parque hoteleiro, como a amabilidade do povo a arte de bem receber das populações, aliada a uma gastronomia onde predominam os produtos do mar, a calma e tranquilidade n1um luxuriante verde, apesar de alguma instabilidade política, que passava despercebida ao visitante, estavam a contribuir para o aumento das receitas e a beneficiar a economia do país. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.