ENGENHEIRO DO SALVADOR BAHIA AIRPORT CRIA PROJETO INÉDITO E VENCE PRÊMIO DE INOVAÇÃO

Tiago Rodrigues criou ferramenta para gestão de pavimentação das pistas do aeroporto em Salvador  Quando o engenheiro civil Tiago Rodrigues acordou, no dia do seu aniversário, em 21 de novembro, mal podia esperar o presente que estava por vir. Aos 39 anos recém-completados, o coordenador de obras e pavimentação do Salvador Bahia Airport recebeu a notícia de que seu projeto foi o escolhido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) na mais alta categoria do Prêmio InovANAC Safety Aeródromos 2019, entregue nesta última quinta-feira (5) e que visa incentivar a inovação e inspirar soluções para a aviação civil brasileira. O Índice de Gravidade de Patologia no Pavimento (IGPP), criação inédita de Tiago, venceu o prêmio de “Ações de inovação implementadas por operadores de aeródromos com movimentação superior a 1.000.000 de passageiros no último ano” e começou a ser aplicado no início de 2018, época em que o aeroporto também estava passando pela primeira etapa das obras. A ideia foi criar uma ferramenta de gestão que pudesse identificar o grau da patologia no pavimento e a necessidade de interferir na pista e, assim, priorizar a realização de obras e melhorias, de forma organizada e econômica. Agora, qualquer pessoa tem condições suficientes de saber o grau de dificuldade e urgência da ocorrência através da metodologia de observação e avaliação do problema. O projeto desenvolvido por Rodrigues funciona como um aplicativo offline, que conta com um compilado de tabelas que fazem a gestão de risco. Seguindo os protocolos e incluindo as informações necessárias, é possível observar, avaliar e saber o grau de dificuldade e urgência, que varia em uma escala de 0 a 50. De acordo com o engenheiro, são feitas duas rondas por dia em todo o pavimento, além de rondas aleatórias, caso haja necessidade. Nessas rondas, se forem encontradas patologias causadas por desgaste da pista, impacto, entre outros motivos, – que podem ser de 30 diferentes tipos – são avaliadas a profundidade, diâmetro e posicionamento diante da cabeceira e do eixo da pista e reportadas para os encarregados. Incentivado por engenheiros do meio aéreo do aeroporto de Salvador e de outros aeroportos, Tiago realizou a inscrição do projeto na disputa pelo prêmio de inovação. A resposta da vitória veio em 21 de novembro e, no dia 5 de dezembro, viajou para participar da cerimônia de premiação. Mesmo antes deste reconhecimento, Tiago já tinha sido procurado por diversos aeroportos do país para falar sobre o seu projeto, que deve ser implementado em outros equipamentos a partir deste reconhecimento. A aplicabilidade do o IGPP, inclusive, foi um diferencial importante para a comissão julgadora responsável. O Salvador Bahia Airport é a primeira experiência de Tiago no segmento de aviação. Durante onze anos, ele trabalhou como engenheiro de pavimentação rodoviária em São Paulo e no interior da Bahia. Sua expertise e atuação na coordenação de pavimentação contribuiu com a nota máxima da ANAC para a infraestrutura após a entrega das obras. 

Mais destaques – Somente nos últimos dois meses, o Salvador Bahia Airport venceu mais três importantes prêmios: O “Airport Financing of the year” foi entregue pela segunda vez  pelo contrato de financiamento das obras de modernização e ampliação junto ao Banco do Nordeste. O reconhecimento internacional partiu da Latin Finance, publicação especializada na cobertura dos mercados financeiros e economias da América Latina e Caribe.

 Também em outubro, o engenheiro baiano Henrique Bellini, de 28 anos, foi escolhido como “Jovem Profissional de Aeroporto de 2019” pelo Conselho Internacional de Aeroportos da América Latina e Caribe (ACI-LAC). O prêmio é disputado por profissionais de até 35 anos dos aeroportos signatários e concedido ao autor do melhor artigo em relevância para a comunidade aeroportuária internacional. No artigo vencedor, Henrique trata de um tema atual com um foco inovador, visando utilizar de soluções de tecnologia e informação de maneira a aumentar a eficiência operacional e melhorar a experiência dos passageiros em aeroportos com restrição de capacidade nos canais de inspeção de passageiros. Outro prêmio internacional conquistado foi o “ACI-LAC Green Airport Recognition”, voltado para iniciativas sustentáveis em aeroportos e aconteceu durante a conferência anual do Conselho Internacional de Aeroportos da América Latina e Caribe (ACI-LAC). A premiação destacou a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), o trabalho de eficiência energética e o gerenciamento do risco da fauna desenvolvidos no Aeroporto da capital baiana.  Sobre o Salvador Bahia AirportLocalizado em Salvador, capital baiana e primeira capital brasileira, o Salvador Bahia Airport faz parte da rede VINCI Airports desde 2 de janeiro de 2018 através de um Contrato de Concessão com duração de 30 anos. Na lista dos dez aeroportos mais movimentados do País, ele conecta o estado da Bahia a cerca de 30 destinos, tanto domésticos quanto internacionais. Desde o início da Concessão, o aeroporto tem incorporado padrões globais de operação, buscando entregar mais eficiência, segurança e uma melhor experiência de viagem para os seus passageiros. Grandes investimentos em um programa de modernização e ampliação levaram à extensão de 22.000 m² de área construída, ao acréscimo de seis novas pontes de embarque, à abertura de mais uma pista para aviação comercial e à instalação de um sistema de detecção e combate a incêndio. Além disso, o aeroporto se comprometeu a apoiar o desenvolvimento econômico do estado através do desenvolvimento de tráfego e iniciativas de estímulo ao turismo. Reconhecido como um aeroporto verde pelo Conselho Internacional de Aeroportos, o Salvador Bahia Airport se destaca por suas conquistas no campo da sustentabilidade entre as quais zero descarte de efluentes, adoção de medidas visando eficiência energética, e a implementação de um programa efetivo de reciclagem. As iniciativas estão alinhadas com o compromisso da VINCI Airports em reduzir sua pegada de carbono. O Aeroporto também procura valorizar e promover as especificidades culturais e sociais da Bahia, um de seus grandes ativos. Sobre a VINCI AirportsA VINCI Airports, como a maior operadora privada de aeroportos no mundo, gerencia o desenvolvimento e as operações de 46 aeroportos localizados na França, em Portugal, no Reino Unido, na Suécia, Sérvia, no Camboja, no Japão, nos Estados Unidos, na República Dominicana, na Costa Rica, no Chile e no Brasil. Atendida por cerca de 250 companhias aéreas, a rede VINCI Airports transportou 240 milhões de passageiros em 2018. Por meio de sua expertise como um integrador abrangente, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando sua capacidade de investimento, network internacional e know-how para otimizar a gestão e o desempenho das infraestruturas aeroportuárias existentes, suas extensões e projetos de novas construções. Em 2018, sua receita anual para atividades geridas foi de 3,6 bilhões de euros e de 1,6 bilhão de euros para receita consolidada.  Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com ouwww.salvador-airport.com.br 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.