Chile lança protocolos especiais para reabertura do Turismo pós-pandemia

  • Os novos protocolos são focados em acomodações e restaurantes, e fazem parte do Plano Nacional de Turismo anunciado pelo Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo.
  • Em um segundo estágio, serão lançadas recomendações e novos protocolos de saúde para segmentos específicos do Turismo, como vinícolas, centros de esqui e áreas de proteção ambiental abertas para viajantes.

Santiago – O Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo, juntamente com a Subsecretaria de Turismo e o Sernatur, anunciaram os novos protocolos sanitários e práticas que restaurantes, hotéis e demais acomodações turísticas deverão adotar para retomar as atividades pós-pandemia. As medidas buscam preparar a indústria do turismo para enfrentar a reativação do setor, uma vez que tenha passado o pico de contágio no Chile.

Esses protocolos  fazem parte das iniciativas incluídas no Plano Nacional de Turismo anunciado pelo Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo. Ele tem três focos principais: reativação gradual do Turismo  com base em protocolos e recomendações de saúde. apoio financeiro às PMEs do setor e um plano nacional de promoção turística.

Lucas Palacios, Ministro da Economia, Desenvolvimento e Turismo, explicou que “esses são requisitos sanitários necessários para a operação de hotéis, pousadas e restaurantes”.

Segundo ele, o objetivo com o anúncio é que “as pequenas e médias empresas do setor comecem a implementar essas medidas e a se preparar para os meses de reativação do Turismo, que virão quando a crise da saúde estiver controlada”.

No momento, isso pode ser aplicado em regiões e municípios onde o contágio é baixo e a circulação está liberada.

“Recuperar a confiança dos turistas será essencial para o futuro renascimento do setor”, declarou a subsecretária de Turismo, Mónica Zalaquett. “A segurança e saúde dos viajantes se tornará um elemento muito importante na competitividade dos destinos; portanto, a implementação desses protocolos e guias de recomendação, que foram trabalhados em conjunto com a indústria, é vital para enfrentar a etapa de reativação. que esperamos implementar assim que a autoridade de saúde autorizar”.

Em que consiste?

As especificações técnicas dos protocolos foram elaboradas pelo Ministério da Economia do Chile seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde do país, que validou os protocolos, e também das organizações internacionais do setor de turismo. O desenvolvimento dos protocolos sanitários contou ainda com a participação de players da indústria nacional do turismo.

A diretora nacional da Sernatur, Andrea Wolleter, destacou que “os protocolos são um recurso que países do mundo estão aplicando como uma ferramenta indispensável para gerar as condições ideais para reativação da atividade turística no médio prazo. Iremos promovê-los em todas as regiões, continuando o trabalho colaborativo com os players do Turismo”.

O objetivo desses documentos é proteger a saúde tanto de trabalhadores quanto dos turistas. Eles contam com recomendações gerais sobre como limpar e higienizar os espaços de trabalho e ambientes turísticos, além de instruir os empreendimentos de Turismo sobre as novas formas de interagir com o hóspede ou cliente: com distanciamento físico, medição de temperatura e disponibilização de álcool para limpeza das mãos. Por fim, as recomendações ainda mostram como empreendimentos de Turismo devem agir no caso de um caso positivo de Covid-19.

Meios de acomodação e restaurantes

O protocolo para estabelecimentos de hospedagem turística inclui recomendações sobre a disponibilidade de materiais de higiene em vários pontos do estabelecimento, processos de limpeza e higienização profunda, medidas que garantem distanciamento físico entre hóspedes, eliminação do serviço de buffet e ainda um guia sobre isolamento de possíveis casos positivos de Covid-19 em viajantes ou funcionários.

No caso dos restaurantes, as recomendações são semelhantes em termos de adoção de medidas estritas de limpeza e saneamento, mas também contam com um guia específico para entrada e saída das instalações, para o cuidado e disposição de mesas e para gerenciamento de cozinha e manipulação de alimentos, além de novas práticas ao atender o cliente.

Vinícolas, Estações de Esqui e Eventos

As autoridades de turismo destacaram que, em um segundo estágio, serão disponibilizadas recomendações para segmentos mais específicos de Turismo, como centros de esqui, eventos corporativos, agências de viagens e operadores turísticos, guias de turismo, turismo de aventura, turismo rural, vinícolas, e áreas de proteção ambiental abertas para o Turismo.

Todas as recomendações estarão disponíveis para download gratuitamente nos links:

www.sernatur.cl

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.