Brasil tem oito finalistas nos prémios de turismo responsável

  • A WTM Latin America anunciou os finalistas da edição de 2023 dos seus prémios de turismo responsável
  • Os vencedores serão conhecidos na primeira semana de abril, durante a feira, em São Paulo

O Brasil tem oito casos de sucesso, entre os quinze finalistas, do Prémio de Turismo Responsável 2023 da América Latina. Os vencedores serão anunciados durante a WTM Latin America, na primeira semana de abril, em São Paulo. A Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo quer que as iniciativas mais inspiradoras e replicáveis do turismo responsável e sustentável possam ser consideradas referências e sejam promovidas em todo o país.

Os Global Responsible Tourism Awards da WTM contam, nesta terceira edição, com várias categorias referentes às melhores práticas sustentáveis, tais como as melhores soluções para a gestão de resíduos plásticos, os melhores modelos de compras locais, artesanato e alimentação, as melhores soluções para a promoção da diversidade e inclusão ou as melhores iniciativas para a conservação da natureza.


“Estes são exemplos claros do Brasil que a Embratur quer e vai promover no exterior. Este é o Brasil que inova para garantir a sustentabilidade ambiental, económica e social, que combate o racismo e valoriza a diversidade de seu povo”, destaca Marcelo Freixo, presidente da Embratur.

O Brasil concorre com diversos projetos onde a sustentabilidade está sempre presente.

O projeto Mobiliza São Luís está entre os 15 finalistas e é um movimento que foi idealizado, em 2021, pelo Sebrae, parceiro da Embratur, no Maranhão, e tem atraído cada vez mais empreendedores criativos da capital maranhense. Durante nove dias, o projeto organiza eventos e ações diversas com o objetivo de promover, reconhecer e exaltar a cultura, turismo e economia criativa.

Diáspora.Black define-se como um projeto de impacto social com a missão de promover o conhecimento de lugares, pessoas, histórias e patrimónios da população negra. Está presente em 18 países e 145 cidades com uma comunidade superior a 40 mil pessoas.

Com o projeto “Bonito Carbono Neutro”, a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) destaca-se pelo compromisso de diminuir a emissão de carbono na atmosfera por meio de diretrizes e orientações elaboradas pela ONU e que estão a ser aplicadas com o apoio da Green Initiatives. Já reconhecido como o primeiro destino de ecoturismo do mundo de carbono neutro, a cidade de Bonito é o produto-modelo para o estado de Mato Grosso do Sul, que tem como uma das suas metas tornar-se um Estado Carbono Neutro até 2030.

O projeto “Garrafa de água Preserve Pipa” é uma iniciativa do Pipa Convention & Visitors Bureau. O movimento procura uma coexistência harmoniosa entre a natureza e as empresas locais, com recolha de garrafas para reciclagem e certificados de rastreabilidade. Essa rastreabilidade consiste numa certificação de que o projeto garante o envio dos materiais recicláveis para destinos ambientalmente corretos.

O programa social Raízes Desenvolvimento Sustentável baseia-se em desenhar e implementar projetos de desenvolvimento territorial e transformação social baseados no empreendedorismo como forma de empoderar grupos vulneráveis e fortalecer a socio-biodiversidade. A Raízes já realizou mais de 70 projetos por todo o Brasil e também no exterior.

Rede BATUC nasceu em 2015 como um movimento de integração entre as comunidades do estado. O BATUC oferece aos visitantes um cenário diverso, fortalecido especialmente pelas comunidades locais e o seu conhecimento.

Rota do Enxaimel é a maior concentração fora da Europa de casas construídas com a técnica Enxaimel, trazida pelos imigrantes alemães. São cerca de 50 casas ao longo de 16km num percurso considerado património paisagístico pelo Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Na técnica enxaimel, as estruturas de madeira são construídas sem nenhum prego ou parafuso, recorrendo apenas a encaixes.

Toca do Kaynã nasceu em 2021 com a missão de desempenhar atividades de produção agropecuária de maneira sustentável, produzindo alimentos seguros num ambiente de trabalho saudável. O projeto é desenvolvido numa fazenda, com uma área de 123 hectares. No local, são produzidos café, fubá de milho moído em moinho de pedra, mel, entre outros produtos. O local recebe turistas proporcionando experiências sensoriais e gastronómicas sustentáveis.

Tema transversal na Embratur

A nova gestão da Embratur criou a Gerência de Sustentabilidade e Ações Climáticas com o objetivo de ligar investidores estrangeiros com destinos brasileiros através de políticas de neutralização da emissão de carbono, resíduos sólidos, entre outras práticas sustentáveis.

“Este é um tema que será transversal em todas as gerências e ações da Agência. Ninguém quer visitar um país que destrói as suas florestas. As pessoas vão visitar o Brasil que preserva as suas florestas, que tem responsabilidade climática”, reforça Marcelo Freixo, Presidente da Embratur.

Cristina Lira Turismo

Cristina Lira - graduada em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) é baiana e radicada em Natal (RN), com cidadania portuguesa. Trabalha há mais de 20 anos com o turismo e adora o que faz: escrever, viajar e prestar varios serviços no segmento. Em 2008, criou o blog www.turismocristinaliranatal.blogspot.com, um sucesso, que migrou para o site www.cristinalira.com (Turismo por Cristina Lira). "Desde 2011, organiza o Encontro dos Profissionais do turismo com Cristina Lira (RN), em Natal e que já aconteceu em 7 cidades do Brasil , em Portugal e na Itália. O evento reúne empresários, profissionais do turismo e jornalistas para um momento de aprendizado e network. O próximo pode ser em sua cidade!. Neste espaço divulga as news do turismo do Brasil e do mundo. Confira e mande sua sugestão!