Brasil extrai 768 milhões de barris e 24 bilhões de metros cúbicos de gás natural

A extração de petróleo e gás no Brasil em 2011 foi a maior da história e representa um total de 919 milhões de barris de óleo equivalente (boe), com uma vazão diária média de 2,52 MMboe/d. Em 2010, essa vazão diária média ficou em torno de 2,45 MMboe/d. Os dados foram divulgados na quinta-feira (2), pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Foram produzidos, aproximadamente, 768 milhões de barris de petróleo e 24 bilhões de metros cúbicos de gás natural durante 2011. Em comparação com 2010, houve aumento de 2,5% na produção de petróleo e 4,9% na de gás natural. Nos últimos dez anos (2002-2011), a produção de petróleo cresceu 45% (veja gráfico) e a de gás natural, 55%.

Dezembro – A produção de petróleo e gás natural em dezembro também foi recorde: aproximadamente 2,214 MMbbl/d (milhões barris por dia) e 71 MMm³/d (milhões de m³ por dia), respectivamente, totalizando em torno de 2,663 MMboe/d (milhões barris de óleo equivalente por dia).

Esses novos recordes mensais superam, respectivamente, as produções de novembro de 2011 e dezembro de 2010. Houve aumento de aproximadamente 1,6% na produção de petróleo se comparada com o mesmo mês em 2010 e de aproximadamente 1,2% se comparada ao mês anterior.

Petrobras – Cerca de 91,2% da produção de petróleo e gás natural são

provenientes de campos operados pela Petrobras. Aproximadamente 91,9% da produção de petróleo e 76,2% da produção de gás natural do Brasil foram explotados de campos marítimos.

Houve aumento de aproximadamente 3,1% na produção de gás natural se comparada ao mesmo mês em 2010 e de, aproximadamente, 5,1% da produção de gás natural se comparada ao mês anterior.

Em dezembro passado, 306 concessões, operadas por 25 empresas distintas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 78 são marítimas e 228 são terrestres. Vale ressaltar, que das 306 concessões, nove encontram-se em atividades exploratórias e produziram através de Testes de Longa Duração (TLD) e, outras dez, são de Campos licitados contendo Acumulações Marginais.

Os maiores aumentos de produção de petróleo foram registrados nos campos de Lula, Ostra e Albacora Leste, respectivamente, que juntos produziram cerca de 26,6 Mbbl/d a mais do que fora produzido por esses campos em novembro de 2011.

Gás natural é mais utilizado

O ano de 2011 também foi o de melhor aproveitamento do gás natural: cerca de 92,7% de todo o gás natural extraído foi utilizado na economia. A redução de queima foi de cerca de 27%, se comparada à queima realizada em 2010. Em média foram queimados 4,8 MMm³/d, contra uma média de 6,6 MMm³/d em 2010.

Os três campos terrestres com maior produção de petróleo e gás natural, em barris de óleo equivalente, foram Rio Urucu, Leste do Urucu e Carmópolis, respectivamente.

Esses dois campos, ambos na Bacia do Solimões, na Amazônia, ocuparam a 1ª e 2ª posição, respectivamente, no ranking de maiores produtores de gás natural, e são os únicos

campos terrestres entre os 20 maiores produtores em barris de óleo equivalente.

As informações estão no Boletim da Produção

de dezembro de 2011, da ANP.
fonte:Secom Presidência da República

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.