Associação Voar dá início à formação da sua primeira turma de bolsistas na área de aviação comercial

https://drive.google.com/file/d/1qAYdPV-kOWik606jFBn9ZjDwWp3mu0go/view


Ao todo, 17 candidatos foram selecionados para iniciar a especialização para as carreiras de piloto, comissário de voo e técnico de manutenção;
Companhia é pioneira na criação de uma associação focada na qualificação profissional do setor ao capacitar pessoas que sonham em se desenvolver na aviação

 A primeira turma da Associação Voar, instituição sem fins lucrativos que dá bolsas de estudo para formações na área da aviação comercial, começa este mês a dar asas aos sonhos da sua primeira turma de bolsistas. Neste primeiro ano, foram selecionadas 17 pessoas que vão realizar o sonho de se especializarem nas carreiras de piloto, comissário de voo e mecânico de aeronave.

Foram mais de 1.100 inscritos e cerca de 700 candidatos atenderam aos requisitos da seleção e passaram pelo amplo processo de seleção, que foi iniciado em 2019. Dos 17 selecionados, seis se formarão pilotos, seis serão comissários de voo e outros cinco se formarão mecânicos de aeronave. O tempo de formação varia entre 4 meses e 3 anos e meio, a depender da profissão escolhida pelo candidato. Ao fim do curso, os formados pela Associação Voar estarão prontos para o mercado de trabalho.

A Associação Voar foi criada em 2019 pelos executivos da Azul com o propósito de dar asas aos sonhos daqueles que querem e têm potencial para se tornarem pilotos, comissários de voo ou mecânicos de aeronaves, mas que não têm condições socioeconômicas para investir na formação. Através de uma combinação entre investimento privado e parceria com as melhores escolas de aviação no Brasil, esses líderes da Azul dão o pontapé inicial a essa iniciativa inédita no setor como uma nova forma de dar mais oportunidade às pessoas, fomentar a aviação comercial e a melhorar a qualificação profissional no Brasil. A instituição ainda é administrada por Tripulantes da companhia aérea, que de maneira voluntária, ajudam a Associação, que tem atuação totalmente independente da estrutura da empresa.

“Eu idealizei a Associação Voar com o anseio de ajudar e dar oportunidades para qualquer pessoa crescer na carreira de aviação. Muita gente nasce em famílias humildes e não tem a mesma oportunidade que outras pessoas para investirem em seus sonhos, pois o valor das formações pode chegar a R$ 150 mil. Nosso desejo é que o projeto alcance bons resultados, que os Tripulantes selecionados concluam suas qualificações e que tenhamos a cada edição lindas histórias para contar, apoiar e transformar vidas.”, comenta John Rodgerson, presidente da Azul e mantenedor da Associação Voar.

Para Camila Almeida, diretora de Pessoas da Azul, a Associação é um importante agente de transformação social, impulsionando a educação e empoderando as pessoas para conquistarem sucesso e progresso em suas carreiras. “Estamos felizes em iniciar um projeto que foi idealizado com tanto carinho e dedicação. Queremos transformar histórias, contribuir com a sociedade e fortalecer o mercado da aviação com profissionais qualificados que estudarão nas melhores escolas do país. Criar oportunidades investindo na formação de pessoas é o que move a Associação Voar. Queremos que todos decolem na carreira dos sonhos e que cada vez mais pessoas sejam favorecidas pela iniciativa”, finaliza a executiva.

A comissária de voo Bianca Castro, de Campinas, é uma das selecionadas e vai realizar a formação para piloto. “Eu entrei na aviação em 2013, trabalhando no balcão de informações de Viracopos. Já tinha o curso de comissária, mas a oportunidade só apareceu em 2017 na Azul, quatro anos depois. Lembro que eu ia toda a semana levar o meu currículo e entregava no balcão do check out para a moça que ficava lá”, relembra. Para ela, a paixão pela aviação foi surgindo conforme ela conhecia cada vez mais este universo. “Eu fui reconhecendo essa paixão ao longo do período em que eu fui trabalhando. É um dinamismo muito grande na aviação. Cada voo é diferente, cada dia é diferente”, completa. Agora, Bianca, de 32 anos, quer dar um passo além. “E no meio disso, surgiu o interesse em me tornar piloto. Na hora do pouso e da decolagem, eu comecei a sentir uma inspiração, pensava ‘nossa, eu poderia estar lá na frente’. Então, comecei a me fascinar com a possibilidade de me tornar piloto e fui atrás para ver o que isso exigia de mim. Foi aí que surgiu a Associação Voar na minha vida”.

Atualmente, além dos executivos da Azul, também são apoiadores outros executivos do ramo da aviação, empresas que fazem esse mercado funcionar e qualquer pessoa ou empresa que queira incentivar a qualificação profissional para o setor. Para as próximas turmas, a proposta é ampliar ainda mais os incentivos, já que qualquer pessoa pode contribuir para manter a instituição e expandir as oportunidades de bolsas de estudo, com doações de diversos valores, ajudando o desenvolvimento do país por meio da educação.

O processo de seleção
Os candidatos selecionados passaram por um amplo processo de seleção. Primeiro, aconteceu uma etapa online. Depois, os candidatos passaram por uma análise socioeconômica em que foram analisados aspectos sociais e econômicos, além de estrutura familiar e formação curricular. Na penúltima etapa da seleção, os candidatos passaram por uma avaliação comportamental junto ao time de seleção da Associação e um gestor da área de interesse, além de participarem de palestras com profissionais que contaram um pouco como é o trabalho nesses setores. A etapa final e decisiva foi a Banca Validadora, uma rodada de entrevista com os executivos da Azul, que definiu os 17 nomes a integrarem a primeira turma da Associação Voar.

Sobre a Associação Voar
A Associação Voar é uma instituição sem fins lucrativos criada em 2019 por executivos e Tripulantes da Azul Linhas Aéreas e mantida com doações de empresas do setor e pessoas apaixonadas pela aviação, que acreditam no poder transformador da educação. O objetivo da Associação é criar oportunidades para que pessoas que sonham em seguir uma carreira dentro do setor da aviação civil possam mudar a trajetória de suas vidas. Em 2021, foi formada a primeira turma de bolsistas da Associação Voar, que estudarão nas melhores escolas de aviação para se formarem técnicos de manutenção, comissários ou pilotos.

Para mais informações sobre a instituição, acesse: associacaovoar.com.br

Sobre a Azul
A Azul S.A. (B3: AZUL4, NYSE: AZUL) é a maior companhia aérea do Brasil em número de voos e cidades atendidas, tendo aproximadamente 700 voos diários para mais de 110 destinos. Com uma frota operacional em torno de 140 aeronaves e mais de 9.500 funcionários, a Companhia possui 203 rotas em 31 de dezembro de 2020. Em 2019, a Azul conquistou o prêmio de melhor companhia aérea da América Latina pelo TripAdvisor Travelers’ Choice e também foi classificada como a melhor companhia aérea regional da América do Sul pelo nono ano consecutivo pela Skytrax. Adicionalmente, em 2019, a Azul ficou entre as dez primeiras companhias aéreas de baixo custo mais pontuais do mundo, de acordo com a OAG. Para mais informações, visite www.voeazul.com.br/ri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.