Boa Viagem

Informativo digital do mundo do turismo

Notícias

Alex Atala lança primeiro livro internacional: D.O.M – Redescobrindo Ingredientes Brasileiros


Fruto de anos de estudo e pesquisa, obra do chef também apresenta receitas inéditas e um Brasil que poucos conhecem
O chef de cozinha brasileiro Alex Atala lança em outubro seu primeiro livro internacional, traduzido em quatro idiomas (português, inglês, holandês e alemão) e publicado no Brasil pela Editora Melhoramentos. Em D.O.M. – Redescobrindo Ingredientes Brasileiros, Alex Atala proporciona uma viagem pelos verdadeiros sabores do Brasil, incluindo investigação profunda realizada no coração da floresta amazônica.
Com prefácio do chef francês Alain Ducasse – três estrelas no respeitado guia Michelin –, Atala conta em 320 páginas a história de 40 ingredientes brasileiros, por meio de receitas, e apresenta a realidade dos povos e o estilo de vida no Brasil, assim como a gastronomia que encontra nos pratos típicos das regiões.
O livro também traz particularidades do restaurante D.O.M., sexto melhor do mundo na lista anual da revista inglesa Restaurant, e mostra ingredientes nacionais que o chef utiliza em sua cozinha. Também conta como é a relação dele com os produtores e mostra os esforços para encontrar soluções sustentáveis de alimentação.
Quando abriu o D.O.M. – do latim Deo Optimo Maximo (Deus é ótimo e o máximo, ótimo em sua sabedoria e máximo em sua bondade) – em São Paulo, em 1999, Alex Atala tomou uma decisão que iria mudar a história da moderna cozinha brasileira.
Formado pela Escola de Hotelaria de Namur, na Bélgica, e com passagens por restaurantes europeus, Atala percebeu que não era capaz de fazer comida francesa ou belga tão bem quanto um chef local. Não pela falta de habilidade, mas porque não tinha memória cultural dessa culinária. Ao voltar ao Brasil, então, decidiu mudar a forma como a gastronomia era tratada em seu país e explorar ingredientes típicos e ainda pouco conhecidos, como açaí, pupunha e cupuaçu. Ele desejava criar um restaurante requintado para capturar sabores, cores, texturas e até mesmo cheiros da comida brasileira.
No entanto, para o desenvolvimento de menus com forte presença de ingredientes nativos era necessário investir em tempo e pesquisas – algumas delas diretamente na floresta amazônica.
Em D.O.M. – Redescobrindo Ingredientes Brasileiros, Alex Atala narra viagens pessoais pelas cidades e aldeias, cita a floresta, os rios e as praias vibrantes e culturalmente diversas do Brasil. Por meio de suas receitas e uma rigorosa seleção fotográfica, com imagens de paisagens feitas por Edu Simões, e de pratos e ingredientes por Sérgio Coimbra, o leitor é levado a uma odisseia culinária que destaca produtos de renome mundial, como castanha e cacau, e outros até enigmáticos, como as formigas e a priprioca.
Sobre o autor
Alex Atala é formado pela Escola de Hotelaria de Namur, na Bélgica; trabalhou, na França, no restaurante Jean Pierre Bruneau; e estagiou no renomado Hotel de la Cote D’Or. Em seguida partiu para novos desafios em cozinhas de Montpellier e Milão.
De volta a São Paulo em 1994, logo chamou atenção por seu desempenho à frente dos restaurantes Filomena e 72. Em 1999, inicia sua carreira de chef-proprietário no aclamado Namesa. No mesmo ano, inaugurou o D.O.M. Restaurante e também uma nova era para a gastronomia brasileira, na qual os ingredientes e a cultura alimentar de seu país são protagonistas em uma cozinha vanguardista, sofisticada e sempre surpreendente.
Com prestígio internacional, Alex Atala participa com frequência de eventos em diversos países e é convidado para ministrar aulas nos principais eventos gastronômicos do mundo, como Alimentaria e Madrid Fusión (Espanha), Salone Del Gusto – Slow Food e Identità Golose (Itália), Omnivore (França) e The Flemish Primitives (Bélgica).
Sobre a Editora Melhoramentos
Há 123 anos a Melhoramentos ocupa posição de destaque nas diversas áreas em que atua. É referência no mercado de dicionários com a linha Michaelis (português, inglês, espanhol, francês, italiano, alemão e japonês), que detém 35% das vendas nesse segmento. Para não perder a tradição iniciada em 1915 – com a edição de O Patinho Feio – de ser a principal editora infantojuvenil do país, a Melhoramentos tem entre seus autores nada menos que Ziraldo e seus 152 títulos, um sucesso absoluto entre o público jovem de todo o mundo e que bateu um recorde histórico: O Menino Maluquinho vendeu mais de 3 milhões de exemplares.
Boa Viagem