WTM LONDRES MOVIMENTA O SETOR TURÍSTICO DO BRASIL

 

A Embratur estima que, após a participação na feira, deverão ser gerados mais de R$ 126 milhões em negócios no País

                                                                                                         Estande do Brasil na WTM 2017

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) estima que a WTM Londres, uma das maiores feiras do mercado turístico, vai render quatro vezes a mais em negócios para o Brasil, se comparada com a edição de 2016. No ano passado, foram movimentados R$ 30 milhões e o ROI (Retorno sobre Investimento) foi de 18,5 vezes e, em 2017, foi de 63 vezes, estimando alcançar mais de R$ 126 milhões em novos negócios, de acordo com a Coordenação-Geral de Promoção e Eventos do Instituto.

“A participação do Brasil no evento, que reúne, anualmente, grandes marcas e nomes do setor de todo o mundo, foi marcada por iniciativas que destacaram o calendário anual de eventos do Rio de Janeiro e a possibilidade de ocorrerem as reformas do setor de turismo do País. A nossa expectativa é que em 2018 estaremos ainda mais fortes”, afirmou o coordenador da Embratur Diego Feijó.

Com mais de 5 mil expositores e de 50 mil visitantes, a WTM já tem data marcada para 2018. O evento acontecerá no ExCel, em Londres, entre os dias 5 e 7 de novembro. Em 2016, uma pesquisa feita com expositores da feira revelou que a WTM Londres 2016 gerou negócios que, em conjunto, chegaram a cerca de US$ 3,5 bilhões.

A Embratur adotou uma estratégia diferente para apresentar o Rio, durante a WTM 2017, organizada em novembro. Em vez de destacar figurinhas carimbadas no roteiro de viagem de qualquer turista que visite a cidade, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, a agência governamental apresentou atrações alternativas como carro-chefe.  Do Morro do Telégrafo, em Barra de Guaratiba, à arte de rua, passando pela gastronomia de Botafogo e a vida noturna da Lapa, aspectos pouco divulgados da cidade no exterior foram explorados.

Até os campos de golfe de São Conrado foram utilizados como chamariz para os turistas. Contudo, o Carnaval e o Réveillon, principais festas do calendário carioca, não ficaram de fora. O Cristo apareceu como locação para casamentos. O evento reuniu mais de 100 países e deve movimentar R$13 bilhões.

Além do Rio de Janeiro, outros destinos também estiveram presentes no estande do Brasil na feira: Amazonas, Bahia, São Paulo (Caraguatatuba), Paraná (Cataratas do Iguaçu), Manaus, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul (Pantanal e Bonito), Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Bahia (Salvador)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »