Voar por mais Brasil aborda o ICMS sobre o combustível de aviação na rádio CBN

 

Programas de agosto falam sobre imposto que encarece a passagem

Muita gente não sabe que o maior custo das empresas aéreas é o combustível. Ele representa 26% dos gastos operacionais, enquanto a média mundial é 14%. Uma das principais razões para essa distorção é o ICMS que incide sobre o querosene de aviação nos voos domésticos, com alíquotas diferentes para cada estado, que vão desde 12% até 25%.

Pela importância que tem nos custos operacionais das companhias, o imposto é o tema dos spots da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) na rádio CBN durante todo o mês de agosto. O objetivo é apresentar aos ouvintes do veículo o impacto que a diminuição da alíquota do imposto teria no incremento de voos e na redução do preço do bilhete.

Entre as informações veiculadas nas inserções semanais, está a isenção deste tributo em voos internacionais, que pode tornar viagens para fora mais baratas do que voar para um destino doméstico, mesmo em trechos com distâncias similares.

Outro programa fala sobre o projeto que tramita no Senado (PRS 55/2015), que fixa a alíquota máxima do ICMS sobre o combustível dos aviões em 12%. Se aprovada, a medida diminuirá os custos do setor, impulsionará a competitividade das companhias aéreas brasileiras e ampliará a eficiência em destinos de maior demanda, abrindo oportunidades para a criação de cerca de 70 novos voos diários ligando o norte e o nordeste ao centroeste, sudeste e sul do país.

As mensagens da ABEAR vão ao ar na CBN e no site www.cbn.com.br, às quintas e sextas-feiras no Jornal da CBN 2ª edição, entre 17 e 19 horas, às sextas-feiras no Jornal da CBN 1ª edição, entre 6 e 9h30 da manhã e no CBN Brasil, entre 12h e 14 horas, também às sextas-feiras.

Você também pode escutar todos os programas no perfil da associação no Youtube.

 

ABEAR

A ABEAR foi criada em 2012 pelas cinco principais companhias aéreas brasileiras – AVIANCA, AZUL, GOL, TAM (atual LATAM) e TRIP (que uniu-se à AZUL), com a missão de estimular o hábito de voar no Brasil. Entre suas estratégias de atuação estão planejar, implementar e apoiar ações e programas que promovam o crescimento da aviação civil de forma consistente e sustentável, tanto para o transporte de passageiros como para o de cargas. As empresas fundadoras representam 99% do mercado doméstico, empregam 58 mil pessoas, dispõem de mais de 500 aeronaves e fazem cerca de 2.700 voos diários. A entidade tem ainda mais quatro associadas: BOEING, BOMBARDIER, LATAM CARGO e TAP.

 

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »