Uruguai: Vanguarda e estilo na rota do vinho

 

Vinhos premiados e tecnologia de ponta marcam país como um dos destinos mais buscados internacionalmente para o Enoturismo

 

 Um verdadeiro paraíso vitivinicultor de norte a sul. O Uruguai possui pérolas enológicas, como o Tannat – exclusiva uva da região e considerada pelos uruguaios patrimônio nacional, premiadas ao redor do mundo, que o tornaram conhecido como um dos principais destinos na prática do enoturismo. Atualmente está na rota do vinho de muitos turistas estrangeiros que visitam a América Latina.

A exemplo, está a associação Caminhos do Vinho (Asociación de Turismo Enológico del Uruguay – uruguaywinetours.com), criada por vinícolas familiares, que promovem o enoturismo como um segmento, que oferece uma visita experiencial e sensorial. Com o objetivo de entregar aos turistas história, cultura e mistérios do vinho – bebida que personifica parte do jeito de ser uruguaio.

Dos 19 departamentos (equivale aos estados em Brasil) que formam o país, 15 são produtores, sendo 3 campeões: Maldonado, Colonia e Canelones (detentora de 60% da produção total). São mais de 9.143 hectares de área que podem ser visitadas e em cada visita se experimenta diferentes tipos de vinho desde os brancos (suaves ou frutados) até os tintos mais intensos. Em cada estação do ano existe um charme diferente que reforça a prática desse tipo de turismo.

Enoturismo nas estações

 

Em março, por exemplo, as principais vinícolas abrem suas produções para compartilhar o melhor de suas colheitas durante o Festival da Vindima. Durante a festa, os visitantes podem ter uma rápida introdução à atividade produtiva e, dotados de tesoura e cesto, experimentam a colheita por suas próprias mãos. Já no inverno, de maio a junho, as vinícolas turísticas propõem degustar uma das “maridagens” mais tradicionais e perfeitas existentes na história do Uruguai: cordeiro e vinho Tannat, intensidade pura.

A evolução do Enoturismo

 

O vinho uruguaio nos últimos 15 anos vem conquistando seu espaço de forma sólida no mundo todo. Antes a maioria dos vinhos vendidos em território nacional eram os chamados de mesa, nessa época as grandes inovações tecnológicas nas vinícolas produtoras (mais conhecidas como bodegas) eram quase inexistentes. O início desse investimento deu-se há pouco mais de 10 anos, quando os vinhos do Uruguai, principalmente os Tannat, passaram a ter um tratamento especial financiado pelo capital externo e receberam impulso para exportação, chamando a atenção por sua excelente qualidade.

O enoturismo é muito jovem e acompanha a tecnologia aplicada em diversas “bodegas”pioneiras na atividade, esse é o caso da Juanicó, que puxou a fila do turismo enológico no país. Atualmente das 180 vinícolas existentes, 23 cadastradas no Ministério de Turismo do Uruguai aderiram à prática. Oferecem aos enófilos visitas nos campos de produção de Tannat, Merlot, Sauvignion Blanc, Cabernet Sauvignion, Cabernet Franc, dentre outras. Além disso, promovem degustações guiadas, acompanhadas de pães caseiros, queijo, jamón serrano, copas e salames.

O país está em uma posição geográfica privilegiada, que lhe permite ser um território de vanguarda na produção de vinhos. Localizado entre as melhores regiões vitivinícolas a soma do solo argiloso, o equilibrado regime de sol, chuva e temperaturas são perfeitos para a formação do terroir da região que dá força ao crescimento das videiras.

Com diversas de suas vinícolas premiadas nos últimos anos, o Uruguai entrou no mapa da vitivinicultura mundial mantendo-se como um dos melhores da América Latina. Segundo Juan Bouza – proprietário da bodega Bouza, em depoimento à revista Adega no ano passado, o país tem a possibilidade de elaborar vinhos que possuem a energia do Novo Mundo e o refinamento do Velho Mundo.

Essa possibilidade tem atraído centenas de turistas e aumentado a quantidade de brasileiros interessados no enoturismo do país. Segundo Wilson Torres, gerente de eventos e turismo da vinícola Juanicó, mais de 50% dos turistas recebidos pela “Bodega” no último ano foram de nacionalidade brasileira.

O Uruguai chama a atenção pela qualidade do vinho, excelência em harmonizações, atividades oferecidas dentro desse universo, e encanta os turistas por suas paisagens rurais. As vinícolas possuem beleza ímpar e essas paisagens tem se tornado cada vez mais conhecidas no mundo todo e de grande interesse para o público brasileiro.

Confira no link quais são as bodegas: http://desarrollo.uruguaywinetours.com/visitenos/

Categories: Enoturismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »