Turismo nacional prepara-se para aproveitar oportunidades com Olimpíadas

 

Brasil assume a vanguarda mundial com a integração de 100% de seus destinos em uma única plataforma tecnológica no modelo de negócios do eMarketplace

De olho no legado e nas oportunidades de negócios que os Jogos Olímpicos Rio 2016 podem resultar para o Brasil, principalmente para o turismo, o multicampeão de vôlei Gilberto Godoy, o Giba, após encerrar o ciclo dentro das quadras, tornou-se empreendedor no setor e já começa a ser chamado pelo trade turístico nacional como o “Embaixador do Turismo Brasileiro”.

O também comentarista pretende levar o mesmo espírito vencedor de quando defendia a seleção para essa nova empreitada. “Morei muitos anos fora do País e conheci bastante do turismo lá fora. Em todo esse tempo, vi o estrangeiro falar em Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e Amazônia, mas sabemos que o Brasil é muito mais do que isso. Se juntarmos uma boa estrutura com uma plataforma tecnológica avançada poderemos mostrar tudo isso e atrair a atenção de todo o mundo com nossa diversidade e nossa característica de bem-receber”, comenta o ex-atleta.

Godoy é um dos sócios da Gestour Brasil, empresa paranaense que promove a integração dos destinos brasileiros e a comercialização de produtos do setor por meio de uma plataforma tecnológica online. Todos os municípios brasileiros já estão integrados e até as Olimpíadas estarão disponíveis em 11 idiomas.

Em 2014, ano da realização da Copa do Mundo, o Brasil recebeu 6,4 milhões de turistas internacionais. O impulso do mundial de futebol foi decisivo para o resultado, pois somente no mês de junho, quando ocorreu o evento, o número de turistas estrangeiros passou de pouco mais de 350 mil, em 2013, para mais de um milhão. Mesmo assim, diante do potencial do País, o total de visitantes ainda é considerado ínfimo, considerando que mais de um bilhão de pessoas fizeram viagens internacionais durante o ano. Em 2013, a França liderou o ranking de visitantes estrangeiros, segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), com 83 milhões de turistas, seguida dos Estados Unidos, com 66,7 milhões.

Com a realização do maior evento esportivo do mundo no ano que vem, a expectativa do setor é a de ampliar esse resultado. Com esse intuito, a empresa investiu R$ 10,8 milhões e mais de 15 anos de estudos e desenvolvimento de sistemas para disponibilizar no mercado a plataforma tecnológica Gestour eMarketplace.

Atualmente, a Gestour Brasil (www.gestourbrasil.com.br) engloba 5.981 portais, compreendendo todos os municípios brasileiros, os estados, as macrorregiões, as 303 regiões do Programa Nacional de Regionalização do Turismo e empresas do setor turístico. Os estados do Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo foram os três primeiros a anunciar ao mercado e apresentar a sua integração. Os demais estados serão anunciados ao trade no primeiro semestre do próximo ano.

A Gestour Brasil diferencia-se no mercado por carregar em seu DNA os conceitos de empreendimento social, que ajuda todos os hoje chamados fornecedores do setor a assumir de protagonista como produtor do turismo, bem como a qualquer empreendedor tornar varejista digital do setor. Tudo isso de forma inteiramente gratuita.

Sob a ótica tecnológica, a empresa caracteriza-se como uma aceleradora de startups de base tecnológica da vertical do turismo. “Queremos democratizar e universalizar os meios para que todos os empreendedores do setor possam ser empoderados no seu corebusiness e, desta forma, diminuir ao máximo o ´apagão digital´ que enfrenta hoje o turismo nacional, se considerarmos que menos de 10% de todos os produtos e serviços do turismo podem ser comprados diretamente na web”, afirma Vadis da Silva, cofundador e CEO.

O eMarketplace

Considerada o mais avançado e eficaz modelo de promoção e vendas de destinos no ambiente online, o eMarketplace do Turismo Nacional permite às empresas, num único lugar, gerir, promover, distribuir e comercializar seus produtos e serviços de forma autônoma, em tempo real e a custo zero. Por meio dela, empresas que têm negócios no turismo – neste primeiro momento, as dos segmentos de meios de hospedagens, passeios, destinos, traslados, eventos e atrativos – podem se integrar, ativar seus respectivos portais comercias e se tornarem, além de produtores, também varejistas de toda a oferta do turismo nacional.

A plataforma implementa uma rede de negócios nos mesmos moldes das redes sociais, à partir do endereçowww.gestourbrasil.com.br, acrescido do nome do destino, região, estado, fornecedor do produto ou serviço. Para localizar a cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, utiliza-se: www.gestour.com.br/riodejaneiro. O Gestour eMarketplace pode ser utilizado pelas empresas do setor, de qualquer porte, dos seis segmentos, localizadas em qualquer cidade dos 26 estados e do Distrito Federal. Para integrar-se, sem custo algum, basta acessar o endereçowww.gestour.com.br/queromeintegrar.

Números da Gestour Brasil e do eMarketplace

Investimento na plataforma: R$ 10,8 milhões

Sócios fundadores: 2

Sócios investidores: 6

Portais integradas: 5.981 (7/12/2015)

Licenciados exclusivos: 43

Produtos em comercialização: 163 (28/10/2015)

Atuação: somente destinos, empresas e produtos e serviços do turismo brasileiros

Público final: viajantes e turistas brasileiros e estrangeiros

 

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »