Taxa de ocupação hoteleira alcança 71% no mês de agosto em São Paulo

 
De acordo com relatório elaborado pela SPTuris, tendência para o segundo semestre é melhorar indicadores na capital paulista, especialmente em razão dos eventos
 O relatório do mês de agosto da Central de Monitoramento do Turismo, desenvolvimento pelo Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, núcleo de pesquisas e inteligência de mercado da São Paulo Turismo (SPTuris), acaba de ser finalizado e apresenta resultados favoráveis para o segmento na capital. O destaque é a taxa de ocupação hoteleira, que chegou a 71% no mês de agosto, um aumento bastante significativo e bastante acima do mês anterior (julho), que registrou uma taxa de 60% de ocupação nos hotéis.

A alta se deve, principalmente, a grandes eventos que ocorreram na cidade, como o World Skills International e a final do League of Legends, além de dezenas de feiras de negócios, congressos e convenções. Somente na World Skills – maior competição de educação profissional do mundo que ocorreu entre os dias 12 e 15 de agosto, no Anhembi – foi registrada a presença de 250 mil visitantes e 1.230 competidores de mais de 60 países. Mais de 38 mil turistas permaneceram na cidade durante o período de cinco dias, o que gerou um impacto econômico de mais de R$ 47 milhões para a cidade, somente com gastos diretos dos visitantes da competição.

Ainda segundo o relatório, a tendência do segundo semestre é ser melhor do que o primeiro, especialmente em razão dos chamados “eventos-show”, que vão desde apresentações musicais de artistas renomados, ao Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 e o Salão das Duas Rodas. Estes eventos tem presença elevada de turistas, o que impulsiona positivamente a atividade na cidade de São Paulo.

De acordo com a diretora de Turismo e Entretenimento da SPTuris, Luciane Leite, o atual cenário da economia tem impactado de forma menos incisiva em atividades turísticas na metrópole paulistana, já que a cidade é a capital dos eventos no país. “Além disso, a alta dos preços de viagens internacionais, resultados da inflação e da subida do dólar, induz os turistas a optarem por destinos nacionais em suas viagens. E, por um lado, isso é bom para São Paulo, uma cidade global e destino muito procurado também por brasileiros. Nas Centrais de Informação Turística espalhadas pela cidade, já registramos um aumento de 6,5% no número de atendimento a visitantes nacionais”, afirmou.

Eventos e negócios

O relatório de agosto também reforça a ideia de que a cidade de São Paulo é a capital que mais realiza eventos no Brasil e é neste segmento que o turismo paulistano terá sua principal fonte de receitas e presença de visitantes durante o próximo quadrimestre.

De acordo com o ranking mundial de eventos por país da Associação Internacional dos Congressos e Convenções (ICCA) de 2014, o Brasil apareceu na 10ª posição entre os países que realizam mais eventos no mundo, com 291 eventos concretizados no ano passado. São Paulo ocupa a 4ª posição no ranking que compreende as cidades da América Latina e América do Norte, com 66 eventos internacionais realizados.

Para visualizar o relatório completo acesse o site do Observatório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Translate »