Setur prepara Terminal Náutico para receber   Regata Jacques Vabre  

O Terminal Turístico Náutico da Bahia, situado no Comércio, na capital baiana, será o ponto de chegada, a partir de domingo (12), dos barcos que competem na Transat Jacques Vabre, cuja largada aconteceu no dia 5, em Le Havre, França.  Toda a estrutura para receber os skippers (velejadores), técnicos e jornalistas internacionais está sendo preparada até sábado (11) pela Secretaria do Turismo da Bahia (Setur), apoiadora da regata, em três áreas distintas do prédio do terminal.

Os veleiros competidores atracarão no píer em forma de L, de onde partem embarcações para Mar Grande, na Ilha de Itaparica. A plataforma anexa ao prédio abriga a área de convivência, com receptivo, restaurante e duas salas para serviços médicos.  No prédio do terminal estão reservados espaços para as salas de imprensa e rádio e laboratórios de fotografia e de vídeo.

No mesmo pavimento está a área administrativa, com sala para a direção técnica da regata, sala de reunião e um setor para a Receita Federal. Já na cobertura foram montados três compartimentos reservados aos diretores de prova, com vista para a área de chegada dos barcos. O mesmo setor abrigará um mastro com bandeira para identificação da regata.


A adequação do terminal para a regata exigiu cuidadoso planejamento. “Toda a obra foi setorizada, e o maior desafio foi encontrar os espaços para cada atividade”, disse o arquiteto Homar Dourado, responsável pelo projeto da chamada Área Técnica da regata.  “Utilizamos o mesmo material empregado na estrutura da largada na França e a proporção do espaço é equivalente ao de Le Havre”, comparou.

Com capacidade para até 40 profissionais, a sala de imprensa possui 32 pontos de energia para conectar os equipamentos dos jornalistas e 16 pontos de internet a cabo RJ45. As salas para fotografia e vídeo são escurecidas 100%, com revestimento de lycra.  O Governo do Estado é responsável pela parte administrativa, de infraestrutura e tecnologia da regata, em Salvador, além de toda a parte operacional e suporte técnico.

A estrutura permanecerá montada até a chegada dos últimos barcos, o que deverá acontecer nos primeiros dias de dezembro.  Mais de 35 embarcações, divididas em quatro categorias, competem na Transat Jacques Vabre.

 

Restaurante – Na área de convivência do pavimento anexo funcionará o restaurante Das Águas, administrado pelochef Murilo Brocchini e especializado no que ele chama de “comida bacana baiana”. Com capacidade para 80 pessoas e aberto ao público; funcionará durante o café da manhã, o almoço, happy hour e o jantar.

“Vou compor um cardápio com ingredientes do Mediterrâneo, da África e da Europa misturados com os da nossa cultura”, explica Brocchini. Um exemplo é o molho de jaca ao curry para acompanhar o pastel de siri. Dentre as bebidas, o Das Águas lançará a Caveirinha, caipirinha servida em caneca com formato de caveira e à base de frutas, especiarias e picolés. O restaurante abrigará uma instalação de barquinhos de papel criados pelas artistas Maria Adair e Maria Luedy.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »