No Ano Internacional do Turismo Sustentável, que tal conhecer a Amazônia paraense?

 

ü  Reconhecido pela ONU, 2017 está cheio de roteiros propícios para se aventurar em experiências com grande potencial para o desenvolvimento e a inclusão social. Especializada em viagens para a Amazônia, a Operadora Turismo Consciente lança roteiro “Sabores e Temperos da Amazônia”, para Belém e Ilha de Cotijuba, no Pará, incluindo atividades com moradores locais.

ü  Na companhia integral de um especialista em culinária paraense, roteiro terá passeios históricos e circuito por onde comer bem na capital, e acolhida pelo Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém, para uma vivência inesquecível em Cotijuba. Pacote de sete dias sai a R$3.990,00 por pessoa (com passeios, alimentação quase completa, oficinas, hospedagem e transporte terrestre e fluvial).

Praia do Vai Quem Quer, na Ilha de Cotijuba, Pará

Se até a Organização das Nações Unidas (ONU) já reconheceu o turismo como meio para o desenvolvimento sustentável e designou o ano de 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável, que tal viver uma experiência nesses moldes: viajar e, de quebra, contribuir para o desenvolvimento e a inclusão social? Especializada em viagens para a Amazônia, a  Operadora Turismo Consciente lança o roteiro “Sabores e Temperos da Amazônia”, para Belém e Ilha de Cotijuba, no Pará, com destaques da gastronomia e vivências a partir do turismo de base comunitária.

De 24 a 30/06, roteiro começará pela capital do Estado do Pará, Belém, com passeio pelo icônico Mercado Ver-o-Peso, grande “parque de diversão” dos amantes de gastronomia. Acompanhados durante toda a viagem por uma especialista em culinária paraense, Mediadora Culinária integrante do Instituto IACITATÁ Amazônia Viva, os clientes poderão provar e aprender sobre a rica e saborosa comida amazônica. Também haverá tempo para passear pela Belém histórica e apreciar o pôr do sol na Estação das Docas, às margens da Baía do Guajará.

Dali, a viagem seguirá para a Ilha de Cotijuba, onde os participantes ficarão por quatro dias, em uma imersão cultural, gastronômica e de turismo de base comunitária. Recebidos pelo MMIB – Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém, organização social local com atuação há mais de 15 anos nas ilhas de Belém, os clientes da Turismo Consciente se transformarão em moradores.

Oportunidades e vivências transformadoras

Enquanto estiverem ali, farão refeições na companhia das mulheres do MMIB, se acomodarão nas Pousadas Comunitárias da Praia do Vai Quem Quer, curtirão praia (são 11, no total), trocarão experiências e vivências com os moradores locais, aprenderão por meio de oficinas de culinária (pratos regionais com ingredientes importantes da cozinha paraense) e de biojoias (com sementes da floresta), além de livre interação e prática de atividades com a comunidade, Trilha Interpretativa pela Floresta Amazônica e até luau na praia, com direito a decoração e som de ritmos paraenses.

“Além de oferecer vivências transformadoras aos nossos clientes, nosso compromisso, há anos, é contribuir para a distribuição da riqueza proporcionada pelo turismo, ajudar a criar oportunidades de subsistência às comunidades que temos a honra de conhecer e colaborar para o desenvolvimento sustentável dos locais onde passamos”, explica Maria Teresa Junqueira Meimberg, diretora da Turismo Consciente.

De volta à Belém, após navegação de 1h e 20 minutos e antes de voltar pra casa, ainda dará tempo de visitar uma olaria de cerâmica marajoara que funciona em Icoaraci há mais de trinta anos, para conhecer o processo de produção dessa arte milenar. O pacote de sete dias sai a R$3.990,00 por pessoa (com todos os passeios, alimentação quase completa, oficinas, hospedagem em acomodação dupla com café da manhã, e transporte terrestre e fluvial).

Detalhes do roteiro “Sabores e Temperos da Amazônica”: http://turismoconsciente.com.br/site2015/pt/sabores-temperos-da-amazonia/

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »