Mini Mundo: o Palácio de Mônaco surpreende pelos seus detalhes

Quem visita o Mini Mundo, de Gramado, RS, se surpreende com o novo prédio em
escala 1:24 construído pela Oficina do  Mini Mundo: o Palácio de Mônaco. A
construção reflete não apenas a história de Mônaco, mas também da  família
Grimaldi que, em 1997, comemorou
700 anos na posse do mesmo.

Tudo começou com a visita da consulesa do Brasil no Principado de Mônaco,
Luciana Montigny, ao Mini Mundo, em novembro de 2013, quando ela incentivou
a construção de uma miniatura de um dos prédios históricos de Mônaco em
Gramado. Vários outros encontros entre a direção do parque e o consulado
ocorreram, inclusive durante uma homenagem ao grande ícone da Fórmula Um,
Ayrton Senna, em Mônaco. O ápice, no entanto, foi a visita da consulesa ao
Mini Mundo, na primeira semana deste mês (junho), quando conheceu de perto e
aprovou a nova miniatura (imagem da consulesa com miniatura ao fundo).
A diretora do parque Mini Mundo, Jussara Höppner, conta que a escolha da
miniatura a ser feita pela Oficina Mini Mundo partiu do próprio Príncipe
Albert, que emitiu um documento autorizando o Mini Mundo a ter acesso às
informações dos detalhes arquitetônicos da obra histórica. O arquiteto do
palácio Christian Curau foi o principal colaborador no processo de
levantamento de dados técnicos, durante o período de mais de um ano e meio
de produção do prédio em escala 1:24.
“Foi uma experiência fantástica! O prédio em miniatura é muito fiel e
representa cada detalhe de fachada, esquadrias, pinturas, desenhos, texturas
e esculturas. Enfim, é uma reprodução que envolve várias linguagens
arquitetônicas, nas quais os artistas da Oficina Mini Mundo tiveram muito
trabalho para chegar ao resultado que hoje todos podem conferir no parque”,
comenta Jussara.
Imponente e assimétrico
O Palácio de Mônaco é a residência oficial do príncipe de Mônaco e está
localizado sobre uma fortaleza construída pelos genoveses em 1215. É uma
combinação de diversos estilos arquitetônicos: a fachada principal é
renascentista, com alas unidas por um piso rústico comum, que harmoniza com
fortificações mais antigas, como as torres de diferentes fachadas clássicas,
com ameias e balestreiros. Na parte posterior do palácio, as fortificações
medievais ficaram intocáveis pelo tempo.
O Palácio foi construído em torno de um pátio, onde dois andares de arcadas
abertas com afrescos servem de sacada para aparições do príncipe, entrada
real e corredores entre os aposentos reais. Sua aparência é, portanto, o
resultado de uma longa evolução, que começa no século 12 até as restaurações
realizadas nos séculos 19 e 20. Os Grimaldi utilizam o mesmo Palácio há sete
séculos, diferente de outras famílias influentes da Europa, que utilizaram
vários palácios.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »