Inovação é essencial à gestão das empresas na era pós-digital

O presidente do Grupo Abril, Walter Longo, ministrou palestra em Natal no seminário Desafios do Crescimento e ressaltou que sem inovação não há chances de sucesso na era pós-digital.

 

Moraes Neto

Seminário reuniu cerca de 300 pessoas e tratou dos temas gestão e tecnologiaSeminário reuniu cerca de 300 pessoas e tratou dos temas gestão e tecnologia

Natal – Em um mundo repleto de ferramentas de comunicação, informação e uma infinidade de soluções digitais à disposição, o empreendedor não pode ficar preso a paradigmas de gestão ultrapassados e passar a incorporar essas ferramentas no dia a dia do negócio. A opinião é do presidente do Grupo Abril, Walter Longo, que acredita que a inovação tecnologia é a chave para pequenas empresas se tornarem negócios de sucesso. E, quando se refere à inovação tecnológica, não fala em grandes investimentos e equipamentos de ponta, mas fazer a mesma coisa só que de forma diferente.

“Inovação é muito mais uma questão de ótica do que de fibra ótica. Não é preciso investir dinheiro em tecnologia para ser uma empresa inovadora. Uma empresa pode ser inovadora tendo uma visão grandiosa do que vai fazer, tendo uma ideia boa que ninguém pensou antes”, explica o executivo. Walter Longo foi uma das atrações da segunda edição do Seminário Desafios do Crescimento, promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, na terça-feira (15), no hotel Holiday Inn.

O evento atraiu cerca de 300 pessoas que foram aprender mais sobre a relação entre tecnologia e gestão. Além do presidente do Grupo Abril, o seminário também contou com a palestra de Gleydson Lima, que é diretor e Fundador da ESIG Software e Consultoria em TI. Ele abordou o tema ‘Empresa 3.0: os desafios do crescimento na economia do conhecimento’.

“A visão de mídia impressa mudou. Não se pode mais dar a mesma notícia que a tevê e a internet já deram. Digo que esses veículos estão se suicidando. A missão da mídia impressa agora é outra”

Walter Longo – Presidente do Grupo Abril

Walter Longo proferiu a palestra principal do evento, abordando os rumos e diretrizes para gerir uma organização no período pós-digital, que é esse atual momento, em que as ferramentas digitais já estão integradas à rotina das pessoas organizações. “Até os dias de hoje, tínhamos alguns paradigmas e características de gestão que todas as empresas precisavam seguir, mas essas características estão se alterando profundamente, como efemeridade versus perenidade. A gente sempre quando geriu algum negócio, pensou de maneira perene. Versatilidade, flexibilidade, no mundo efêmero, é fundamental. É uma característica que o mundo pós-digital trouxe”.

Para ele, a chave para o sucesso de um empreendimento, sobretudo de pequeno porte, é fazer algo diferente e ter força de vontade, além de ter uma visão grandiosa de si, curiosidade e usar as ferramentas digitais a seu favor. “Essa é a receita para uma gestão efetiva. O que faz a diferença é a pessoa. O resto é tudo um detalhe”.

Mídia impressa

Outra característica da gestão nessa nova era é sincronicidade, que é a possibilidade de falar com as pessoas, consumidores e clientes na hora que eles querem e fornecer a informação que eles precisam. “O mundo digital propiciou uma série de novas oportunidades de gestão que, neste momento, estão muito pouco utilizadas pelas pessoas. As empresas que não entenderem que nós entramos na era da efemeridade, da sincronicidade e da mutualidade vão ficar para trás”, sentencia.

Moraes Neto

Walter Longo diz que a era pós-digital favoreceu os pequenos negócios em detrimento às grandes corporaçõesWalter Longo diz que a era pós-digital favoreceu os pequenos negócios em detrimento às grandes corporações

Como está presidindo um dos principais grupos editoriais do Brasil, Walter Longo também analisou o cenário atual para os meios de comunicação, sobretudo impressos. Segundo ele, o grande erro que o mercado midiático, de uma maneira geral, cometeu quando do advento do mundo digital foi acreditar que ele substituiria as mídias tradicionais. Na visão de Walter Longo, a migração para o mundo digital precisa ocorrer por um mecanismo de adição e não por substituição. “A visão de mídia impressa mudou. Não se pode mais dar a mesma notícia que a tevê e a internet já deram. Digo que esses veículos estão se suicidando. A missão da mídia impressa agora é outra”.

Pequeno porte

Em relação ao segmento das micro e pequenas empresas, Walter Longo diz que a era pós-digital favoreceu os pequenos negócios em detrimento às grandes corporações, já que, na visão dele, nos últimos anos, houve uma inversão das vantagens competitivas por porte das empresas devido a essa revolução digital.

“Antes, ser grande era poder. Ser uma empresa grande era uma vantagem competitiva contra as micro e pequenas empresas porque ela tinha acesso à informação, alcance internacional e outra série de características que tornava difícil competir com uma empresa grande. O mundo digital trouxe uma reversão desse fenômeno”, defende.

Segundo o executivo, atualmente, as grandes corporações têm mais dificuldades de competir com as pequenas do que antes. Isso porque as empresas pequenas são mais adaptáveis , mais rápidas e mais ágeis, e, em função disso, os negócios de pequeno porte estão mais adaptados para o mundo de hoje do que uma grande organização. “Antes, o que era uma vantagem se tornou uma grande dor de cabeça e preocupação: ser grande”.

No entanto, na visão dele, as micro, pequenas e médias empresas não estão percebendo essa vantagem e não aproveitam tanto dessa capacidade. “Nós temos uma chamada crença limitante. Não temos uma visão grandiosa de nós mesmos”, diz , referindo-se ao fato de uma pequena empresa não conseguir identificar esse potencial.

Walter Longo é graduado em Administração de Empresas e especialista em Marketing. Em mais de 40 anos de carreira, já atuou no Grupo Young&Rubicam; presidiu a TVA, empresa de TV por assinatura do Grupo Abril; montou sua própria empresa de consultoria de marketing, a Unimark/Longo; presidiu o Grupo Newcomm Bates; fundou e presidiu a Synapsys, a primeira empresa de Advertainment do País; é palestrante e autor de vários livros sobre Marketing e atualmente preside o Grupo Abril, um dos maiores grupos de comunicação da América do Sul.

Serviço:
www.rn.agenciasebrae.com.br
http://www.rn.sebrae.com.br
http://www.facebook.com/SebraeRN
http://www.twitter.com/SebraeRN
Call Center: 0800 570 0800
Agência Sebrae de Notícias (ASN RN): (84) 3616-7911

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »