Expedia revela padrões de viagem de turistas internacionais no Brasil

Header image
– O grupo Expedia, a maior empresa online de viagens do mundo, divulgou novos dados que revelam descobertas e padrões notáveis de visitantes internacionais ao Brasil durante os 12 meses que terminaram no dia 31 de março de 2017. Entender os padrões de viagem de turistas internacionais permite que os hotéis parceiros criem estratégias que atendam seus objetivos de venda ao longo do ano.
Os Estados Unidos continuam sendo o principal mercado para o Brasil, com mais de 40% de participação nos negócios durante o período analisado. Outros mercados que viajaram para o Brasil durante o período foram China, com quase 55% de crescimento, Suíça, com mais de 45% de crescimento, e Holanda, com crescimento de mais de 30% em comparação ao mesmo período do ano anterior.
De acordo com o Ministério do Turismo do Brasil e seu Anuário Estatístico, 6,6 milhões de turistas vieram ao Brasil em 2016, um número recorde de viajantes para o destino. Os números podem ser atribuídos, em parte, aos maiores eventos esportivo e paradesportivo de 2016, que aconteceram no país, bem como um programa sem visto que foi implementado para turistas de vários destinos de junho a setembro de 2016. O grupo Expedia informou que o Rio de Janeiro, cidade sede dos Jogos de 2016, atraiu o maior interesse, com mais de 30% da demanda no Brasil durante o evento, seguido por São Paulo e Foz do Iguaçu. Além disso, o crescimento do Brasil nos sites da Expedia atingiu o pico, relatando forte crescimento de dois dígitos entre julho e setembro de 2016.
Principais insights dos três principais mercados que viajam para o Brasil:
Estados Unidos
  • As cidades com maior demanda de viajantes americanos foram, principalmente, Rio de Janeiro e São Paulo, seguidas por Goiânia, Foz do Iguaçu, e Brasília durante os 12 meses terminados em 31 de março de 2017.
  • Os EUA tem o menor período de reserva em comparação com o Reino Unido e a Argentina, com uma média de quase 26 dias.
  • Viajantes americanos preferiram hotéis 3 estrelas no Brasil, com mais de 50% de participação nos negócios gerados nesse tipo de propriedade. Além disso, os turistas dos EUA também mostraram interesse por hotéis de alta qualidade, 5 estrelas, como a terceira maior participação nos negócios.
Reino Unido
  • O grupo Expedia informou que houve uma queda significativa na demanda de viagens por turistas do Reino Unido de mais de 10% nos 12 meses terminados em 31 de março de 2017, em comparação ao mesmo período do ano anterior.
  • Devido ao longo voo para chegar ao Brasil, não é surpresa que os clientes da Expedia no Reino Unido reservaram suas viagens com mais de 42 dias de antecedência do início das férias no período.
  • Turistas do Reino Unido, de forma semelhante aos americanos, mostraram forte demanda para Rio de Janeiro e São Paulo, e demonstraram preferir hotéis 3 estrelas para sua estadia no Brasil.
Argentina
  • Durante os 12 meses que terminaram no dia 31 de março de 2017, os principais destinos brasileiros para argentinos foram Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e São Paulo.
  • Como o Reino Unido, a demanda de viagem de argentinos para o Brasil sofreu uma queda no período em relação ao ano anterior. No entanto, a queda foi de menos de 5%.
  • Turistas da Argentina fizeram suas reservas com antecedência de mais de 47 dias, quase o dobro de tempo que os visitantes dos Estados Unidos.
  • Apesar de os argentinos preferirem opções de acomodação 3 estrelas, como os americanos e britânicos, a segunda opção dos hermanos foram propriedades 2 estrelas durante o período.
“Os insights da Expedia sobre o comportamento dos turistas podem ajudar os hotéis parceiros do Brasil a otimizar sua receita, e saber quando e onde se aproximar dos viajantes certos, no momento oportuno, com a oferta certa para ajudar a aumentar a demanda,” diz Rodrigo Tavares, diretor da Expedia para o Brasil. “Nossa equipe de gestão de mercado esteve disponível para os hotéis parceiros durante os períodos de preparação e reserva para o maior evento esportivo de 2016 e continua oferecendo ferramentas e insights para garantir que os hoteleiros locais atendam as demandas e superem as expectativas dos turistas”.
Além disso, Tavares dá as seguintes dicas para hotéis aproveitarem os viajantes internacionais ao máximo:
  • Dê aos consumidores a opção de quando pagar: Permitir que os consumidores tenham a chance de pagar pelo seu quarto de hotel na hora da reserva ou do check-in possibilita aumentar a relevância geral do hotel para os consumidores. A Expedia® Travel Preference permite que hotéis parceiros aproveitem maior conversão, resultando em mais reservas pela flexibilidade de oferecer as opções ‘Pague Agora’ e ‘Pague Depois’. Como as reservas ‘Pague Agora’ são pagas antecipadamente pelos consumidores, os hotéis terão baixas taxas de cancelamento, ao contrário dos que escolhem a opção ‘Pague Depois’. O ‘Pague Agora’ também permite que os hotéis coloquem planos de tarifas não reembolsáveis, que reduzem as taxas de cancelamento e minimizam os riscos financeiros dos parceiros em caso de cancelamentos de última hora e no-shows.
  • Pacotes são a chave: as reservas de pacotes, que combinam voos e hotéis, permitem que os hoteleiros atraiam viajantes de alta qualidade que gastam mais dinheiro, tendem a ficar por maiores períodos e fazem as reservas com maior antecedência.
  • O conteúdo é essencial: invista no seu anúncio online. Hotéis com fotos de alta qualidade, bons comentários e descrições precisas, e informações sobre localização têm mais chances de fechar reservas. Se seu hotel fica perto de estações de metrô ou pontos de ônibus em São Paulo, diga aos turistas. O extranet Expedia Partner Center (EPC) dá aos hoteleiros um feedback inteligente sobre como melhorar seu conteúdo.
  • Seja mobile: Viajantes cada vez mais experientes estão pesquisando e fazendo reservas de viagem nos seus dispositivos móveis, que incluem smartphones, tablets e wearables. De acordo com os dados proprietários do grupo Expedia de 2016, mais de 45% do tráfego do grupo chegou via mobile e quase uma em cada três transações foram feitas em dispositivos móveis. Hotéis que querem atrair esses viajantes devem considerar uma estratégia de site móvel e app. O grupo Expedia dá aos hoteleiros acesso ao app EPC, que permite gerenciar os negócios com a Expedia a qualquer hora, em qualquer lugar. O app aprimora essa conexão direta e rápida, permitindo que os hoteleiros acessem dados e reajam rapidamente com um único e eficiente login e a possibilidade de usar seus próprios smartphones para que possam focar na sua principal prioridade, o hóspede.
  • Observe o mercado: Veja o que a concorrência está fazendo em relação a taxas e restrições, e veja como a demanda está progredindo. Ferramentas como EPC permitem que você customize o seu conjunto de concorrentes com um ranking de 5 a 20 propriedades e veja como você se classifica em indicadores-chave, como preço, resultados de busca, visualizações de propriedade, reservas, entre outros.
Image

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »