EMBRATUR CONSIDERA PPP MODELO PARA O PAÍS

 

Ao lado do ministro Marx Beltrão, o presidente da Embratur assina PPP do Turismo de Florianópolis e vê como “vitória histórica” batimetria das baías da capital catarinense

Prefeito Gean Loureiro, Bruno Breithaup (Fecomércio), Marx Beltrão (Turismo) e Vinicius Lummertz (Embratur). Foto: Mafalda Press

“Estamos vivendo um momento histórico para o turismo nacional com a assinatura do decreto que regulamenta as Parcerias Público-Privadas em Florianópolis e que podem se transformar em modelo para alavancar financiamentos ao setor turístico em todas as cidades brasileiras com esse potencial”, afirmou o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, na evento que marcou o início das PPPs na capital catarinense. O ato, realizado no auditório da Fecomércio-SC, foi prestigiado pelo ministro do Turismo, Marx Beltrão, e reuniu o prefeito Gean Loureiro e as bancadas federal, estadual e municipal que o apoiam. Um dos objetivos da prefeitura de Florianópolis é estabelecer parcerias na área do turismo no município, como o parque Marina Beira-Mar. 

Na ocasião, o ministro Marx Beltrão elogiou a ação do presidente da Embratur para transformar o órgão em uma agência e destacou a importância de Vinicius Lummertz à frente dos grandes projetos de mudanças para o turismo.

O presidente da Embratur também comemorou uma “vitória histórica”, que é a chamada batimetria – levantamento hidrográfico e do canal de navegação – das baías Sul e Norte de Florianópolis, para permitir a atracação de transatlânticos na capital catarinense, um investimento de R$ 1,5 milhão.  “Além disso, tivemos o sinal verde do ministro para obras fundamentais como a ‘Transmanezinho’, os caminhos de trilhas de Florianópolis, a terceira cidade do mundo em termos de parques e áreas verdes”, comemorou Lummertz. Os custos da ‘Transmanezinho’ estão calculados em R$ 3 milhões.

“No Brasil, não temos outra alternativa senão mudar, reformar e modernizar. Precisamos abrir o País e as cidades para os investidores nacionais e internacionais”, disse Lummertz. Para ele, “quando se consegue fazer a concessão de um aeroporto como o de Florianópolis, que terá dez fingers, a concessão de uma marina, a abertura para os transatlânticos, isso tudo é ultrapassar obstáculos e deve ser um modelo para o Brasil como um todo”.

Vinicius Lummertz também classificou como “vencer o passado e ultrapassar obstáculos” a transformação da Embratur em agência internacional de promoção do turismo brasileiro, processo que está em andamento no governo federal. “Com isso, vamos ampliar o investimento da iniciativa privada no principal potencial da economia brasileira e a Embratur será parceira das nossas cidades, como hoje se define como parceira de Florianópolis”, finalizou.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »