EMBRATUR APOSTA EM VERÃO COM MAIS ARGENTINOS NO BRASIL

 

Ações para aumentar fluxo foram debatidas na FIT

Comitiva brasileira e representantes do governo e trade argentino

Após uma série de encontros com autoridades, lideranças do trade do Brasil e Argentina e contatos com a imprensa local, o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, disse nesta segunda-feira (30) na FIT (a maior feira de turismo na América Latina), em Buenos Aires, que tudo indica que a próxima temporada de verão será uma das melhores dos últimos anos em relação ao fluxo de turistas do país vizinho em direção ao Brasil. O câmbio favorável, o aumento das frequências de voos diretos, a motivação através de ações como a campanha publicitária “O Sul é meu destino”, além de outras iniciativas que representantes dos destinos mais procurados estão divulgando na feira são apontados por Lummertz como os principais fatores que levam a Embratur a acreditar nesse provável aumento de fluxo.

“Todos os indicadores médios, como a notícia de que teremos um número inédito de frequências de voos diretos, pré-reserva de hotéis ou procura nos postos das empresas e destinos que estão conosco na feira apontam no sentido de um ano com maior movimentação que o ano anterior”, comentou Lummertz. Em 2016 mais de 2,2 milhões de argentinos estiveram no Brasil, injetando na economia cerca de US$ 1,2 bilhão. A maior parte esteve aqui nos meses de verão, em busca de sol e mar. Florianópolis, capital de Santa Catarina, atraiu um quarto deste contingente. O prefeito da cidade, Gean Loureiro, foi uma das autoridades de cidades turísticas brasileiras que esteve na FIT em busca do turista argentino.

“Fizemos um grande esforço para apresentar um produto melhor. Investimos em balneabilidade, melhoria de infraestrutura, apresentação e qualidade dos ambulantes, etc. A saudável disputa entre os municípios faz com que todos melhorem. Se não houver esse compromisso, o argentino vai para o Rio de Janeiro, Nordeste. O importante é todos melhorarem a infraestrutura para manter o Brasil como principal destino dos argentinos”, ponderou Loureiro. O ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, que participou com Lummertz, o prefeito de Florianópolis e o embaixador do Brasil na Argentina, Sergio Danese, de um evento no qual foi anunciado que o aeroporto de Ezeiza, o principal da Argentina, terá toda a sinalização turística em português, também considerou que estamos vivendo um bom momento para o turismo dos dois países.

“Ações como esta mostram que tanto daqui como daí tudo o que for positivo para um lado, será para o outro. Nossos destinos turísticos estão definitivamente entrelaçados”, ponderou Santos. A FIT reúne, em Buenos Aires, mais de 100.000 visitantes, desde o público em geral, além de agentes e operadores de turismo de países da América Latina. Esta edição termina no dia 31 e o estande da Embratur, um dos mais visitados da feira, contou com a participação de 17 empresas e 11 destinos turísticos.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »