Descubra o paraiso do Vale do Paraiba (SP)

Imagine, sair do nordeste e mergulhar numa região que tem tantos atrativos , aliás inúmeros, como a região do Vale do Paraiba (SP),  uma região do Estado São Paulo, no Sudeste do Brasil. A primeira vez que fui a este paraiso, foi em maio do ano passado, e desde então sou encantada com tudo. Cada vez que vou promover um evento, visito outros lugares, todos lindos e maravilhosos, com uma energia e tanta hospitalidade. Falam muito do povo do nordeste ser hospitaleiro, mas o povo do Vale do Paraiba, supera expectativas.. São estas as cidades do Vale do Paraiba :

 

 

Aqui começo a contar um pouco da minha experiência, de uma terra abençoada e querida, e quem sabe um dia possa morar.

Embarque nessa aventura, para um lugar mágico e iluminado. Tive a sensação de estar protegida quando cheguei na cidade de Aparecida, a 180 km de São Paulo. Uma cidade que encanta e com seu monumental Santuário Nacional de Aparecida, qualquer pessoa que não é ligada a religião, se sente protegida e com uma forte energia. E eu me senti, no primeiro dia que pisei naquele lugar mágico e desde então estou ligada à região, realizando meu evento “Encontro dos Profissionais do Turismo” e desde então não parei.. E agora em parceria com gestores do Vale Receptivo, João Gilberto Oliveira e Maria Jovita Vilela, promovi o I Press Trip (viagem de Imprensa ) para a região do Vale do Paraiba com apoio de empresários da região. E aqui vou contar um pouco dessa experiência de conhecer tantas cidades e deixar um gostinho de quero mais. Cada dia estarei contando sobre o Press trip, sobre minhas impressões de um lugar lindo,tão maravilhoso e encantador.

E começo por Aparecida. Um lugar especial!

A cidade de Aparecida, tem vários hotéis , sendo a maioria de menor porte. O maior é o Rainha do Brasil. Mas fique atento, nos finais de semana os hotéis lotam. Prefira ir a Aparecida dia de semana, porém se quiser estender garanta sua reserva e deixe logo paga. E outro detalhe interessante, os frigobar estão sempre vazios, e por segurança compre o que vai consumir. Em determinadas épocas o calor é intenso e vale a pena se prevenir. Leve roupas leves e beba muito líquido.

Um pouco da história:

A cidade é referência do catolicismo no país e recebe visitantes e peregrinos de diversas partes do país e do mundo. É considerada a Capital Mariana do Brasil por abrigar – sob o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida – a imagem de Nossa Senhora Aparecida retirada das águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717.

O último dado do próprio município, dá conta que são mais de 8 milhões de romeiros ano que vão à cidade, distante 170 km da capital paulista

A História da cidade de Aparecida se confunde e se mistura com a História da Santa Padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Teve seu início em meados de 1717, quando chegou a notícia de que o Conde de Assumar, Dom Pedro de Almeida e Portugal, Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, iria passar pela pequena Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, atual cidade de Ouro Preto. Entre outras providências, era necessário que pescadores da região trouxessem do Rio Paraíba quantospeixes lhes caíssem na rede, a fim de promoverem o banquete que deveria servir ao ilustre visitante e à sua comitiva, composta por auxiliares e muitos escravos. Grande quantidade de pescado deveria ser salgada para quando estivessem viajando pelo descampado das Minas Gerais até Vila Rica. Pretendia-se mostrar a Dom Pedro os recursos do pequeno vilarejo. Mesmo não sendo boa época para a pesca, pescadores foram convocados; entre eles Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso.

Colocaram suas canoas no Rio Paraíba, jogaram a rede várias sem sucesso; pararam desanimados e abatidos pelo cansaço no Porto Itaguaçú. Numa última tentativa, João Alves jogou mais uma vez sua rede, e sentiu algo pesado ao puxar as primeiras malhas. Surpreendeu-se ao puxá-la e encontrar uma imagem sem cabeça, com anjos esculpidos ao redor dos pés. Espantado, lançou novamente a rede e o que veio à tona foi a cabeça da imagem, que se ajustava perfeitamente ao corpo anteriormente encontrado. Após encontrar, e reunir, o corpo e a cabeça da imagem de Nossa Senhora da Conceição, os peixes surgiram em abundância, para os três dedicados pescadores.

Durante quinze anos, a imagem foi protegida por Filipe Pedroso e sua família, em sua casa, onde se reuniam vizinhos e parentes para rezar e adorar a Santa, que se tornava conhecida pelos milagres que realizava. Atanásio Pedroso, filho de Filipe, construiu um oratório para a Santa, que logo se tornou pequeno, devido ao grande número devotos que por ali passavam. Por volta de 1734, o Vigário de Guaratinguetá, com autorização do Bispo do Rio de Janeiro, construiu a Capela do Morro dos Coqueiros, aberta à visitação pública, inaugurada em 26 de junho de 1745. Porém, o número de devotos aumentava, e exigia uma igreja maior, cuja construção iniciou-se em 1834 e foi concluída em 1888, sendo elevada a Basílica Menor, em 29 de abril de 1908.

O Distrito de Aparecida foi criado pela Lei Provincial nº 19, em março de 1842, recebendo foros de Vila. Vinte anos depois, em 17 de dezembro de 1928, a Vila que se formou ao redor da Capela do Morro dos Coqueiros tornou-se município, emancipando-se de Guaratinguetá, pela Lei nº 2.312, elevando sua sede a categoria. Em 1929, Nossa Senhora foi proclamada Rainha do Brasil e sua Padroeira Oficial, por determinação do Papa Pio XI.

O crescente aumento do número de romeiros e de devotos a Nossa Senhora da Conceição Aparecida fez com que surgisse a necessidade de construir-se um templo bem maior. Por iniciativa dos Missionários Redentoristas e dos Senhores Bispos – sob tutela do Arcebispo à época, D. Macedo -, teve início em 11 de novembro de 1955, a construção do Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, o maior Santuário Mariano do mundo.

A planta, elaborada pelo arquiteto Benedito Calixto de Jesus, reúne um conjunto arquitetônico em forma de cruz de Santo André. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo II, recebendo o título de Basílica Menor. Foi declarada oficialmente, em 1984, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – Basílica de Aparecida Santuário Nacional.

 

Comece visitando o Santuário Nacional  Nossa Senhora de Aparecida. Participe de alguma missa, mas também vale a pena fazer um tour noturno. Consulte seu guia de turismo. Um passeio inesquecível . Dê uma caminhada na passarela da Fé, interessante ver quantos devotos passam por lá. A crença é algo fantástico.

 

Onde comer:

Centro de Apoio ao Romeiro Inaugurado no dia 30 de maio de 1998 com o objetivo de oferecer uma estrutura organizada para recepcionar os milhares de romeiros que se dirigem ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, o Centro de Apoio ao Romeiro destaca-se pela variedade de produtos e infra-estrutura de acolhimento aos visitantes. Com instalações semelhantes às de um shopping, o Centro de Apoio tem 330 lojas de comércio varejista, 22 lojas na praça de Alimentação, 36 quiosques (Bombonier, Lanches e Lojinha), e uma farmácia além de telefones, sanitários.

 

 

Onde se hospedar:

Nippon Palace hotel

Nippon Palace hotel

Hotel muito confortável, novinho e atendimento excelente

Fica na lateral do Portão do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida

Avenida Itaguassu, 612-A

Wi-fi gratis

Hotel top

(12) 3311-3810

 

Hotel Santo Graal

+55 (12) 3104-0404 (

Bem localizado- Em frente ao Santuário – Experimente ficar no oitavo andar. Abra a janela e se sinta dentro do Santuário.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »