BRASIL É APRESENTADO COMO DESTINO DE INTERCÂMBIO NA ESPANHA

Por meio da Embratur, instituições de ensino brasileiras, que recebem alunos estrangeiros, apresentam atrativos em uma das principais feiras do nicho

Com o slogan “Come and Study in Brazil”, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) apresentou destinos e atrativos de intercâmbio do País durante a 29ª Conferência e Exposição Anual da EAIE (European Association for International Education), em Sevilha, na Espanha. O evento, que aconteceu no último mês, reuniu 6 mil participantes de 95 países.

O Instituto apresentou vídeos institucionais, divulgou materiais explicativos sobre intercâmbio e consolidou contatos com os mais importantes parceiros do setor. As ações da Embratur na Conferência foram fruto de parceria com Ministério da Educação, FAUBAI (Associação Brasileira de Educação Internacional) e várias instituições de ensino superior, como PUC-RJ, PUC-MG, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Universidade Estadual Paulista.

Segundo André Netto, da coordenação-geral de Segmentos Turísticos da Embratur, a participação do Brasil na feira é tão importante em termos quantitativos quanto qualitativos. “Estar presente na principal feira do nicho na Europa, prevista no plano de ação do segmento, pode gerar, ao mesmo tempo, contatos, comércio, relações exteriores e turismo de intercâmbio, e fortalece a imagem do Brasil perante o mundo como um local de cultura, oportunidades e educação”, destacou.

De acordo com estudos da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a projeção é que, em 2025, haverá um fluxo 8 milhões de estudantes circulando pelo mundo. Dados do Ministério do Turismo mostram que a procura pelo Brasil como destino para intercâmbio está cada vez mais crescente. Por ano, o País recebe mais de 100 mil estudantes estrangeiros que buscam cursos de graduação, estágios remunerados, voluntariado e cursos de língua portuguesa.

Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o intercâmbio estudantil favorece o fortalecimento da imagem positiva do País junto a um importante público estrangeiro, além de utilizar os estudos como mais um estímulo para que turistas busquem o Brasil.

“Esse segmento ocupa uma posição estratégica no planejamento turístico. É um público jovem, formador de opinião que, em geral, dissemina as experiências que tiveram durante o intercâmbio. Além disso, por permanecerem por um tempo que vai além de alguns dias de férias, criam vínculos duradouros com os brasileiros e, com isso, aumentam a intenção de retorno ao País”, afirmou Lummertz.

Programa de Intercâmbio Estudantil da Embratur

Nos últimos anos, as ações da Embratur na área da educação têm focado no fortalecimento da parceria com as principais associações nacionais e órgãos governamentais, consolidando a participação em ações de promoção internacional. O Instituto desenvolve diversas atividades que promovem o País no exterior, com o objetivo de consolidá-lo como um dos principais destinos educacionais do mundo. É apoiador do “Study in Brazil” – um programa do Departamento de Inbound da BELTA (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais), criado para promover e incentivar a educação brasileira entre estudantes estrangeiros e empresas de intercâmbio internacional.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »