A influência dos dispositivos móveis sobre o comportamento dos viajantes

 

Sergio Vargas, Diretor de OTAs da Amadeus para a América Latina e o Caribe

 

 Estima-se que neste ano de 2017 mais de 5 bilhões de pessoas utilizarão telefones celulares em todo o mundo. Seguindo esta tendência, mais de 20% das buscas no Google são realizadas em algum tipo de dispositivo móvel. Nos Estados Unidos, 25% dos usuários de internet somente a acessam por meio de seus celulares.

 

Esses números refletem um fenômeno iminente. Os usuários estão cada vez mais informados e demandam telefones celulares que se adaptem às suas necessidades, transformando-se em um importante elemento disruptivo.  Na indústria de viagens, por exemplo, o uso de smartphones mudou a forma como os viajantes interagem com a indústria, impulsionando a demanda por serviços 24 horas durante a viagem e no destino, por meio de seus dispositivos inteligentes.

 

De acordo com uma pesquisa do portal Booking.com baseada em avaliações, preferências e dados de seus usuários, uma das tendências para este ano é que 44% dos viajantes esperam planejar suas férias por meio de seus celulares. Por sua vez, 52% acredita que utilizará mais os aplicativos de viagens, o que demonstra uma alta expectativa do viajante em obter satisfação imediata frente a qualquer inconveniente que venha a se apresentar durante a viagem.

 

Já se deu conta do número de vezes em que verificamos o telefone por dia? Esse comportamento está criando “micro-momentos” de busca e de reserva. Os consumidores aproveitam oportunidades curtas no ponto de ônibus, na pausa para o café ou durante os intervalos comerciais de seu programa favorito. A portabilidade da plataforma móvel significa que seu uso é onipresente: os consumidores estão conectados à Internet o tempo todo, tanto em sua vida cotidiana quanto durante suas viagens, e esperam ser atendidos continuamente.

 

A facilidade com que os usuários utilizam os dispositivos móveis atualmente, nos indica que os consumidores estão pesquisando mais, o que leva a um aumento na razão look to book. Esses “micro-momentos” são identificados pelas empresas para direcionar a publicidade para onde o viajante precisa de um serviço específico e quando estiver no estado de ânimo apropriado. Nesse sentido, o potencial da geolocalização para adaptar os serviços móveis é significativo. Na indústria de viagem, os exemplos mais conhecidos são os aeroportos ou hotéis, que usam certos alertas quando os viajantes transitam por determinado perímetro para orientá-los com ofertas especiais.

 

Os dispositivos móveis possuem diferentes funções nas distintas partes do ciclo da viagem. Na América do Norte e na Europa, o celular tende a ser utilizado para pesquisas detalhadas e ofertas de última hora. Relativamente poucos consumidores o utilizam para a reserva, apesar de as companhias aéreas terem configurado o check-in online em um aplicativo móvel. De outro lado, o uso do celular está se convertendo rapidamente no principal meio de reserva nos mercados emergentes como a China e Índia.

 

De modo semelhante, na região Ásia-Pacífico está ocorrendo uma revolução que mudará a forma como as companhias interagem com seus públicos. Essa revolução está acontecendo por meio da inteligência artificial e dos chatbots, ou robôs de conversação, com os quais já é possível reservar hotéis e voos, ônibus, ver informações sobre o tempo e muitas outras opções para oferecer um serviço melhor ao viajante.

 

Na América Latina, o uso de aplicativos móveis na indústria de viagem está em crescimento. A Amadeus desenvolveu várias soluções Mobile para atender às diferentes necessidades da indústria de viagens. A mais recente é o Amadeus Mobile Webservices, que permite oferecer conteúdo às agências online por meio de uma tecnologia com foco no telefone celular e com funcionalidades relevantes para um app. Entre elas o gerenciamento de itinerário, informação sobre o voo em tempo real, realização de buscas e reservas de aéreos e hotel, dentre outras.

 

O tempo de resposta é outro dos temas fundamentais no mundo online e móvel. De acordo com o Google, se um website não for receptivo, a taxa de abandono é 5 vezes maior. É por isso que a Amadeus desenvolveu uma tecnologia revolucionária de busca, chamada Instant Search, que permite gerar respostas imediatas de recomendações de aéreo, disponibilizadas em alguns segundos.

 

Da mesma forma, com mais de 1,3 milhão de downloads, o Check My Trip é outra das soluções que a Amadeus desenvolveu para fazer frente às novas demandas dos viajantes. O aplicativo permite aos usuários acessar em tempo real todos os dados relativos à sua reserva, como informações sobre voos, hotéis e detalhes da locação de veículos, bem como informações complementares da viagem (como previsão do tempo e informações sobre a cidade de destino etc.). Além disso, ele permite o rápido e fácil acesso ao sistema de check-in online e ao mapa de assentos das companhias aéreas.

 

Em resumo, os investimentos de todos os participantes da cadeia global de viagens em mobile vão crescer consideravelmente nos próximos anos. Com foco permanente na pesquisa e no desenvolvimento, a Amadeus larga na frente nessa corrida pela inovação, direcionando seus recursos para ferramentas pioneiras no mercado que contemplem as necessidades mais latentes da indústria.

 

Sobre a Amadeus

A Amadeus fornece avançadas soluções para a indústria de viagens.  Entre os clientes da empresa estão fornecedores (companhias aéreas, hotéis, companhias ferroviárias, linhas de ferry etc), distribuidores de produtos turísticos (agências e portais de viagens) e compradores de viagens (empresas e companhias de gestão de viagens).

Para mais informações sobre a Amadeus, visite www.amadeus.com.  E, para obter mais informações sobre a indústria das viagens, siga-nos em:

 

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »