A fusão de sabores entre queijos europeus e cafés brasileiros  

Especialistas apresentam harmonizações inusitadas entre diversos tipos de cafés mineiros e queijos milenares do velho mundo

Para motivar as experiências sensoriais prazerosas, o CNIEL (Centro Nacional de Interprofissionalidade da Economia Leiteira) e a União Europeia, convidaram a mestre queijeira Débora Pereira e a cafeóloga Eliana Relvas para compor harmonizações entre os queijos europeus e alguns cafés mineiros que têm se destacado por sua qualidade comprovada no cenário gourmet internacional.

Débora Pereira
Eliana Relvas
Confira algumas sugestões propostas a partir dos cafés mineiros e os queijos que podem ser encontrados nas prateleiras brasileiras.
Brie
Queijos de massa mole e casca de mofo branco (florida) e queijos de massa prensada. Harmonizados com Bourbon amarelo, 100% arábica, Serra da Mantiqueira, safra 2017:
Trata-se de um café cultivado em altitude superior a 1.250 metros, secagem com casca e ao ar livre antes do processo de torra. Em boca, revela um sabor frutado e delicado, de acidez cítrica e suavizada pelo seu aroma de notas de baunilha. Características que harmonizamperfeitamente com queijos de massa mole e casca de mofo branco (Brie, Brillat Savarin, Camembert e Coulommiers) conhecidos por serem os mais cremosos entre os queijos europeus de leite de vaca. O café derrete o queijo na boca e suas notas de creme e manteiga são ressaltadas proporcionando uma finalização agradável e equilibrada.
Se a intenção é partir para uma degustação de textura mais consistente em boca, os queijosEmmentalGruyèree e Maasdam são a melhor pedida. No caso do Emmental, o sabor salgado do queijo é ressaltado pelo café.
Emmental
Queijos europeus de massa prensada, Harmonizados com Mundo Novo 100% arábica, Poços de Caldas, safra 2017:
Produzido em altitude entre 1000 e 1250 com solo rico em ferro, esse café singular merece atenção. Suave e encorpado ao mesmo tempo, traz amargor equilibrado e aroma de frutas frescas. Harmonizado com os queijos MimoletteEmmental e Comté, proporciona uma finalização agradável ao paladar que remete a chocolate. Degustado com o Mimolette, o café ressalta o sabor mais salgado do queijo e suaviza a boca ao final de forma equilibrada. Outra harmonização de excelência pode ser feita com o Emmental, que tem sua doçura ressaltada pelo café que auxilia o derretimento e deixa uma sensação levemente adocicada no paladar.
Mimolette
Queijos europeus de diferentes texturas como os de massa prensada e os azuis,harmonizados com cruzamento entre Catuai vermelho e Icatu amarelo 100% arábica, safra 2017:
Cultivado em altitudes de 1100 a 1300m em solo vulcânico, é conhecido por sabores mais intensos e com nuances cítricas e um leve toque de chocolate ao final. Flexível, pode ser degustado tanto com queijos suaves como com os mais intensos.

Com o Mimolette, um queijo intenso e com alto teor de sal, o resultado é equilibrado pelas notas defumadas do café. Já com o Comté, as nuances de caramelo se harmonizam com as notas achocolatadas da bebida. Com o Emmental, a fusão resulta em um sabor ainda mais adocicado e ressalta as notas do café.

No caso dos queijos de casca florida como o BrieCamembertCoulommier e Brillat Savarin, o café combina o sabor tostado da bebida com o sabor de cogumelos do mofo branco, típicos dessas variedades.

Para os mais intensos e azuis, como o Roquefort, as notas de tostado equilibram as potências sensoriais de ambos. Para dar um toque especial, é possível complementar com damascos secos.

Camembert
Queijos azuis, queijos de massa prensada, queijos de massa mole e mofo branco harmonizados com blends de arábica e robusta: 
Encorpados, de baixa acidez, amargores proeminentes e amadeirados, esses cafés permanecem mais tempo em boca e são ideais para combinações com queijos azuis. O sabor da bebida neutraliza a potência do queijo trazendo leveza.
Para uma combinação explosiva e crocante, adicione uma pitada de café moído em uma fatia deRoquefort, ou ainda uma pequena colher desse queijo embebido na espuma do espresso. A combinação resulta em frescor, derretimento na boca e sabor animal com notas de couro. Pode ser associado a uma infusão fria de café para limpar o paladar em seguida.
Outra surpreendente combinação se dá com o Emmental, que neutraliza o sabor da bebida e traz um retrogosto levemente salgado. Com o Mimolette, o café ressalta a picância do queijo. Por fim, com queijos da família do Brie, esse blend neutraliza o amargor e traz ao paladar sabores levemente adocicados.
Roquefort

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »